Justiça federal do RN determina liberação de homem preso em Araguaína

Justiça federal do RN determina liberação de homem preso em Araguaína




Deve ser solto ainda nesta sexta-feira (7), André Luís Pereira Silva. Ele foi preso na terça-feira (4), quando andava em uma das principais avenidas de Araguaína. Contra ele havia um mandado de prisão no Rio Grande do Norte, por participação em assalto à uma agência dos Correios, em Natal (RN), em agosto de 2012.

A justiça do Tocantins foi comunicada do alvará de soltura e o oficial de justiça tem 24 horas para cumprir o mandado, que foi expedido nesta quinta-feira (6). Conforme decisão, André Luís é réu de Ação Penal, na qual ele e outros dois homens foram condenados a variadas penas nos regimes aberto e semiaberto.

O alvará diz que a sentença condenatória determinou a revogação das prisões preventivas, que haviam sido aplicadas em razão da não condenação de nenhum dos acusados ao regime fechado de pena. Na época, André Luís estava foragido, mas havia apresentado advogado.

O alvará ressalta ainda que o condenado deverá estar ciente de sua intimação da sentença e precisa informar seu endereço atualizado sob pena de ter o regime inicial de cumprimento de pena, ao qual foi condenado, regredido.

Outros crimes
No Tocantins,  André Luís é suspeito de participar de outros crimes, como a explosão de um caixa eletrônico do Banco do Brasil em uma farmácia de Araguaína. A polícia investiga ainda o envolvimento dele em um tiroteio, em abril de 2013, próximo a uma loja de conveniência na avenida Cônego João Lima, em Araguaína, em que foi morto o policial do Comando de Operações Especiais da PM (COE), Dionedith Oliveira Macedo, de 36 anos.

“Ele estava no local, ele é também amigo dos participantes, mas não tem nada direcionado. Mas as investigações levam a crer que ele também está envolvido na morte do Dionedith”, disse o comandante da PM de Araguaína, Júlio Silva Neto.

(Do G1, TO)

Fazer um comentario


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0