Chaleira, água, gelo e rodos: conheça a versão cearense do curling

Chaleira, água, gelo e rodos: conheça a versão cearense do curling




Policial rodoviário cria “curling cearense”, posta vídeo na internet e faz sucesso com nova modalidade. Ele revela ao GloboEsporte.com o segredo por trás das câmeras

Na onda das Olimpíadas de Inverno, da paródia da Dança da Vassoura do grupo de pagode Molejo e da musa russa Anna Sidorova, um cearense resolveu levar um pouco de Sochi ao calor de Fortaleza. O policial rodoviário Alberto Filho, de 29 anos, inventou o “curling cearense”. Com a ajuda do irmão, Paulo Roberto, de 18, e de alguns amigos, ele gravou um vídeo “praticando o esporte de inverno” e postou no YouTube (veja o vídeo original). Cinco dias depois do vídeo chegar à web, mais de 50 mil pessoas já tinham visualizado a brincadeira.

Em conversa com o GloboEsporte.com/ce, Alberto explicou que a ideia surgiu quando ele e a família assistiam a uma partida da modalidade, uma das principais atrações dos Jogos em Sochi 2014.

– Achamos o esporte muito engraçado e tivemos essa ideia de gravar o vídeo. Como no dia tinha chovido, pegamos rodos, uma chaleira e fizemos as adaptações – explicou Alberto.

Quando não chove, é necessário fazer algumas mudanças. Com muitos baldes de água e algumas pedras de gelo é possível praticar o esporte em qualquer tempo. Com muito bom humor, o inventor conta que a prática do curling no Ceará é trabalhosa, devido ao clima, e que por isso a “rotina de treinos” é curta. No lugar dos sapatos, chinelos. Em vez da pedra, uma chaleira. Sai a vassoura e entra o rodo. Na falta da pista de gelo, entra o piso molhado da quadra de futsal.

– A gente treina quando dá. Como aqui não é tão frio quanto em Sochi, a gente improvisa. Mas temos que manter nossa hegemonia. Quem quiser, pode nos desafiar – brincou.

A facilidade com a qual a chaleira desliza pelo chão molhado tem uma justificativa. No vídeo, ela é quase imperceptível. No entanto, Alberto Filho revelou o segredo ao GloboEsporte.com/ce. Com um fio de nylon, o irmão, Paulo, puxa a chaleira para o alvo, o centro da quadra.

– Só assim mesmo para a chaleira deslizar tão bem, não é. Como eu disse, temos que fazer nossas adaptações ao clima do Ceará – disse, entre risos.

(globoesporte/Foto: Juscelino Filho)

Fazer um comentario


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0