Sesc Ler promove Virada Cultural em Araguaína

Sesc Ler promove Virada Cultural em Araguaína




Na unidade Morada do Sol, que sedia o Projeto Sesc Ler em Araguaína, os alunos vão participar, pela primeira vez, de uma “Virada Cultural”. O evento, que tem o intuito de promover a socialização entre as crianças, terá como tema a cantora de samba Elza Soares e vai reunir os alunos da Educação Infantil nesta sexta-feira, 28, às 16h, no hall da unidade.

Como o evento Virada Cultural coincide com o início das festividades de carnaval, o tema escolhido para a primeira edição foi a cantora Elza Soares, que é um marco da cultura negra no Brasil, impondo um jeito único de cantar. O projeto pretende promover na escola os conhecimentos sobre identidade cultural de várias culturas no país, nos sentidos individual, social e coletivo. Para isso, busca entrelaçar as diversas linhas do conhecimento interdisciplinar em linguagens, artes, e, principalmente movimento e expressão corporal.

Para encerrar o projeto, a Educação Infantil fará um evento que recebe o nome do projeto: Virada Cultural. Na sexta-feira, 28, as crianças vão se apresentar em blocos carnavalescos, que vão desfilar no hall da unidade.

Elza Soares

Nascida e criada em uma favela carioca, Elza Soares começou a carreia participando do programa de calouros de Ary Barroso, em que ganhou a nota máxima. No final da década de 50 foi em turnê com Mercedes Batista para a Argentina, onde passou um ano. Seu primeiro sucesso veio com o compacto “Se Acaso Você Chegasse” (Lupicínio Rodrigues/ F. Martins). Em seguida mudou-se para São Paulo, onde passou a se apresentar em teatros e casas noturnas, fazendo sucesso com a voz rouca que sempre a caracterizou. Depois de gravar seu 2º disco, “Bossa Negra”, viajou para o Chile em 1962 como representante do Brasil na Copa do Mundo.

Com seu estilo despachado e exagerado, conquistou plateias no Brasil e no mundo, passando temporadas nos Estados Unidos e Europa. Nos anos 70, fez sucesso com “Salve a Mocidade” e “Malandro”, quando lançou Jorge Aragão. Nos anos 80, quase afastou-se da carreira até que Caetano Veloso a convidou para gravar “Língua” (Caetano Veloso) em dueto com ele. No ano 2000, ganhou o prêmio de “Cantora do Milênio”, conferido pela BBC de Londres, e naquela cidade apresentou-se num show ao lado de Gal Costa, Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Virgínia Rodrigues. No mesmo ano, estreou um show de canções de vanguarda no Teatro Glória, no Rio, dirigida por José Miguel Wisnik. Em 1997 lançou sua biografia, “Cantando para Não Enlouquecer”, escrita por José Louzeiro.

Serviço

Virada Cultural

Data: 28/02/14

Horário: 16h

Local: Unidade Morada do Sol, Rua Buenos Aires, Qd. 21, St. Morada do Sol

Informações: (63) 3412-7991

Fazer um comentario


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0