Rede estadual registra aumento nas matrículas do ensino médio

Rede estadual registra aumento nas matrículas do ensino médio




A Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc) contabilizou 72,7 mil alunos matriculados no ensino médio, nas escolas da rede estadual de ensino este ano. São 7,9 mil estudantes em sala de aula a mais do que em 2013. Na rede estadual, cerca de 290 escolas ofertam o ensino médio nas modalidades regular, integral, do campo, profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos.

Nos últimos três anos, o número de matrículas no ensino médio vem aumentando consideravelmente nas rede estadual tocantinense. Enquanto em 2012 a média nacional apresentou queda de um ponto percentual, no Tocantins, no mesmo período, foi registrado aumento de 2%. Em 2013, de acordo com o Censo Escolar, foram atendidos 64,8 mil estudantes no ensino médio. Este ano, a Seduc já registrou mais de 72,7 mil matrículas nesta fase escolar, o que representa um aumento de mais de 12%.

A demanda crescente pode ser atribuída à nova política educacional do governo estadual, que prioriza os investimentos no redesenho do currículo, na infraestrutura das escolas e na valorização dos educadores. De acordo com a diretora de Educação Básica da Seduc, Maria de Lurdes Macêdo, o crescente ingresso no ensino médio e superior é reflexo, também, da conscientização dos estudantes quanto à importância da escolarização para o acesso ao mercado de trabalho. “Vejo que esse aumento de alunos no ensino médio está ligado ao fato deles estarem cientes de que a educação é caminho para futuro profissional e que o aperfeiçoamento para o trabalho tem suas bases na escola. Os crescentes investimentos do governo na área pedagógica para preparar o aluno e auxiliá-lo a desenvolver suas habilidades, tem sido também um grande forma de incentivá-lo a ingressar na universidade”, enfatiza Maria de Lurdes.

Para a professora de Língua Portuguesa no Colégio Militar de Palmas, Tânia Maria Almeida, “o sucesso do aluno não irá depender apenas do papel do professor na sala de aula, mas também de todo trajeto e dedicação do aluno desde o ensino fundamental. Então é uma responsabilidade conjunta, é atuação dos alunos e professores do fundamental que somam com os professores do ensino médio”, afirma.

Programa Ensino Médio Inovador

Outro fator que vem contribuído para a crescente demanda do ensino médio no Tocantins é a grande adesão das escolas ao Programa Ensino Médio Inovador (Proemi), uma das ações do Pacto Nacional para o Fortalecimento do Ensino Médio, que tem como meta redimensionar o currículo do ensino médio. Com o Proemi a escola recebe recurso federal para montar projetos organizados em macrocampos: Pesquisa científica, tecnologia e mídias, letramento, esporte, arte e cultura, liderança estudantil.

O Ensino Médio Inovador inclui ainda a capacitação de educadores e formadores das Diretorias Regionais de Gestão e Formação, que é ofertada em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT). Este ano, quase todas as escolas da rede estadual fazem parte do Proemi. Só neste primeiro semestre, 116 escolas iniciam as atividades do programa. As demais já estão com Projetos de Redesenho Curricular aprovados pelo MEC e aguardando a disponibilização dos recursos. “O Proemi tem a intenção de dar mais dinamismo e visibilidade ao currículo do ensino médio, de torna-lo mais atraente para o aluno. É um movimento nacional para a melhoria do ensino médio como um todo. O que se pretende é fortalecer o ensino e dar esse impacto por meio das atividades extras e da valorização do professor por meio da formação”, enfatiza a coordenadora do programa no Tocantins, Nelma Maria Matias.

Istéfane Pereira de Souza é uma das estudantes atendidas pelo projeto Ensino Médio Inovador. Aluna do 2º ano no Centro de Ensino Médio (CEM) Bejamim José de Almeida, em Araguaína, ela ressalta que o novo currículo tem trazido grandes benefícios ao aprendizado. “Entrar no ensino médio e encontrar todas essas opções para aprender foi uma experiência surpreendente. Nunca tinha ouvido falar em algo assim numa escola pública, com projetos, aulas diferenciadas, que se adaptam ao nosso estilo de vida. Sem falar em como estamos sendo preparados para a escolha da nossa profissão e para entrar na faculdade”, avalia a estudante de 15 anos.

Uma das atividades ofertadas no CEM Bejamim é na área de música. No ano passado, a banda da escola gravou um DVD com músicas de autoria dos alunos. Com o sucesso do projeto, eles se apresentaram em eventos do município e nas comemorações dos 25 anos do Tocantins em Natividade e em Porto Nacional.

(Núbia Daiana Mota/SEDUC)

Fazer um comentario


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0