Carreta da Saúde estará em Araguaína durante Semana de Intensificação no diagnóstico da Hanseníase

Carreta da Saúde estará em Araguaína durante Semana de Intensificação no diagnóstico da Hanseníase




Entre os dias 24 e 26, exames preventivos serão realizados na Carreta Móvel Novartis Biociências, para diagnosticar casos de hanseníase em araguainenses 

Intensificar as ações de controle da hanseníase, visando à detecção precoce dos casos; além de combater o preconceito e a discriminação. Estes são os principais objetivos da Semana de Intensificação no Diagnóstico da Hanseníase, que será realizada no período de 24 a 26 de março, em Araguaína, e terá a participação da Carreta da Saúde Novartis Biociências S.A., estacionada no Espaço Agnaldo Borges Pinto. 

Durante a Semana, na Carreta da Saúde vai realizar exames, por meio de consultas com um médico especialista; em casos positivos, o paciente vai receber na hora o medicamento para o tratamento no primeiro mês. Ressaltando que o medicamento é oferecido gratuitamente na rede pública. 

Também serão realizadas palestras educativas e informativas, orientando a população sobre o que é a hanseníase, a sua prevenção e o seu diagnóstico, além de combater o preconceito. 

Carreta

A Carreta da Saúde, um caminhão itinerante, possui cinco consultórios e um laboratório para atender a população das cidades por onde passa. É um projeto de cidadania corporativa que tem como objetivo colaborar para a eliminação da hanseníase no Brasil, por meio da educação, diagnóstico e tratamento da doença. 

Hanseníase

A Hanseníase é uma doença crônica granulomatosa, proveniente de infecção causada pelo Mycobacterium leprae, bacilo descoberto em 1873 pelo médico Amaneur Hansen, na Noruega, e em homenagem ao seu descobridor, o bacilo é também chamado de Bacilo de Hansen. 

Em 2012, o Brasil ocupou o 2º lugar do mundo em número absoluto de casos de hanseníase, com cerca de 30.298.000 casos novos detectados a cada ano. O número representa queda de 15% no registro da doença em todo o país entre 2010 e 2011. Em 2010, foram 34.894 novos casos (18,22 por 100 mil habitantes), sendo 2.461 na população menor de 15 anos. Em números absolutos, o Brasil é o segundo país que mais registra novos casos por ano no mundo, atrás apenas da Índia, que tem aproximadamente 150 mil novos casos ao ano. 

Em Araguaína, a rede de serviços da Atenção Básica desenvolve ações de busca ativa, diagnóstico, tratamento, acompanhamento e vigilância da hanseníase. De acordo com dados epidemiológicos, atualmente o município araguainense tem 116 casos de hanseníase.

(Ascom)

Fazer um comentario


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0