Serviços de recuperação asfáltica seguem para os bairros de Araguaína

Serviços de recuperação asfáltica seguem para os bairros de Araguaína

A primeira e a segunda etapa foram nas ruas de grande fluxo de veículos e centro expandido. A terceira será no interior dos bairros mais populosos da cidade

 

Quem chega em Araguaína logo percebe que a cidade está em recuperação e franca expansão. Nesta gestão, seja nas ruas do centro ou de bairros mais afastados há sempre um canteiro de obras com a finalidade de beneficiar os cidadãos. Nos primeiros meses da gestão, as obras prioritárias se concentraram nas vias de grande fluxo de trânsito, a fim de facilitar o acesso dos moradores a pontos distintos e aos serviços públicos.

A Rua Sadoc Correa e Ademar Vicente Ferreira, que terão sentido único nesse semestre, são alternativas para desafogar a Av. Castelo Branco; A Dom Bosco será uma opção de acesso aos Bairro São João, Coimbra e Araguaína Sul; Já a Rua 13 de Fevereiro, continuidade da Av. Santos Dumont, é via de acesso para os Setores Noroeste, Brasil e Cimba; A Av. Sales Paulo da BR-153 até a Castelo Branco facilitando o acesso do Centro a Vila Couto, Vila Norte e outros. Trechos de importantes rotas já foram concluídos ou estão em fase final, como é o caso da Av. Filadélfia, Av. Santos Dumont, Av. Castelo Branco, Rua Santa Terezinha, Rua Flor de Lis, Av. Anhanguera, Rua Félix Filho, Rua Joinville, Rua Araranguá e Rua das Malvas. Vale lembrar que os trabalhos nas rotas principais foram planejados no início da gestão e com a definição das vias, a viabilização dos recursos, a licitação e a execução dos serviços.

Área muito importante contemplada e já com serviços iniciados neste ano é o Centro Expandido, região bastante populosa e com papel público e comercial fundamentais à economia do município. Outros bairros também se encontram em obras. O Nova Araguaína recebe drenagem e pavimentação em Tratamento Superficial Duplo (TSD) e também em asfalto usinado a quente (CBUQ), entre as Ruas 49, Av. Alfredo Nasser e Av. Astolpho Leão Borges; A própria Av. Astolpho Leão Borges, nas duas vias, se encontra em processo de pavimentação em CBUQ; O Setor Vila Goiás já em fase bem adiantada e a Vila Santiago em processo final de reprogramação para início das obras; Em parte do Araguaína Sul a Ordem de Serviço para início das obras também já foi dada.

Segundo o prefeito Ronaldo Dimas, as primeiras etapas que foram realizadas na região central seguiram o planejamento de trabalho conforme os estudos de fluxo de trânsito. “Priorizamos as vias de trânsito intenso para viabilizar o deslocamento das pessoas até o centro. Agora, os trabalhos chegam aos bairros onde ruas também serão atendidas e recuperadas”.

Nova etapa

A partir de agora, os trabalhos evoluem para uma nova etapa. Os serviços estão programados para atingir o interior dos bairros mais populosos da cidade. Nas próximas semanas, as máquinas estarão a todo vapor em setores como o Bairro São João, intensificação dos serviços no Araguaína Sul, início no setor Maracanã e Itaipu, todos já com Ordens de Serviço emitidas.

Os projetos se encontram em desenvolvimento para atendimento de serviços de infraestrutura como drenagem e pavimentação em outros bairros como Tereza Hilário Ribeiro, Ana Maria e outros, numa parceria da Prefeitura, Governo do Estado e Governo Federal.

Já o contrato Pró-Transportes, assinado entre Prefeitura e a Caixa no dia 3 de julho, viabilizará recursos na ordem de R$ 10 milhões. O valor garantirá a pavimentação asfáltica, recapeamento e drenagem de ruas e avenidas no Loteamento Cruzeiro, Jardim das Palmeiras, Jardim Esplanada, Aeroviário, São Miguel, Martim Jorge e Oeste, beneficiando cerca de 31.250 moradores.

Drenagem

Ao mesmo tempo em que acontecem as obras de recuperação e pavimentação urbana, a Prefeitura de Araguaína realiza ainda a drenagem nos bairros sempre considerando as microbacias hidrográficas de cada região. É o caso das Microbacia do Raizal, localizada no Setor Araguaína Sul II; Microbacia do Canindé, no encontro do Araguaína Sul, São João e Cimba; Microbacia do Maracanã; Microbacia da nascente do Neblina, no Setor Universitário; Microbacia do Nova Araguaína, e a Microbacia do Cará, na intersecção dos setores Itaipu, Palmas e Alto Bonito.

Comments are closed.