Drenagem recebe mais de R$ 2 milhões em obras em Araguaína

Drenagem recebe mais de R$ 2 milhões em obras em Araguaína




São mais de 5 km de drenagem que beneficiaram 21 bairros da cidade 

Com o objetivo de combater os alagamentos em Araguaína e conter as erosões, desde o início de 2013 até agora, a Prefeitura investiu mais de R$ 2 milhões em obras de drenagem na cidade. Mais de 5 km de drenagem e construção de 148 bocas de lobo já beneficiaram 21 bairros e 12 assentamentos da cidade.

Antes da pavimentação, a Prefeitura realizou a construção de sistemas de drenagem profunda, a fim de dar vazão à água da chuva. As vias receberam mais de 4 mil tubos em obras de drenagem, outros 7 mil metros de tubos de polietileno de alta densidade (PEAD), material com durabilidade de até 75 anos, serão instalados.

“A drenagem é um fator primordial, principalmente aqui em Araguaína que chove bastante. Não basta só fazer uma pavimentação bem feita, mas também uma drenagem bem feita e bem cuidada”, aponta o prefeito Ronaldo Dimas.

Ele lembrou ainda que as drenagens também foram as responsáveis pela recuperação de nascentes de rios nos setores Raizal, Nova Araguaína, Maracanã e Universitário. As obras de drenagem contam com recursos municipais, repasses do Governo Federal por meio do Ministério das Cidades e do Governo do Estado do Tocantins.

Novas obras já estão licitadas e com contrato assinado que somam mais de R$ 43 milhões.  As obras atenderão vários setores como Tereza Hilário, Araguaína Sul, São João, Ana Maria, Morada do Sol, Tocantins e outros. O recurso é proveniente do Estado e da União e foi conquistado quando o prefeito Ronaldo Dimas esteve à frente da Secretaria das Cidades, entre 2010 e 2011.

Obras emergenciais

Nos setores Tereza Hilário Ribeiro, Maracanã e na Avenida Filadélfia foram colocados 1.308 tubos em obras emergenciais, onde os casos mais críticos causavam risco à população.

Desde o início de 2013, muitos setores receberam obras de drenagem e não sofrem mais com alagamentos, como é o caso do Centro, Vila Goiás, Vila Santiago, Cimba, Nova Araguaína, Tiúba, Palmas, Carajás com Santa Helena, Universitário, Tereza Hilário Ribeiro, Raizal, Couto Magalhães, Nova Araguaína, Maracanã, Ana Maria, Araguaína Sul, Araguaína Sul II, Bairro São João, Itaipu e Alto Bonito. Duas principais avenidas da cidade também foram beneficiadas, como a Castelo Branco e Cônego João Lima, com a reabertura das bocas de lobo existentes.

As obras da Via Lago, Centro expandido, Parque Cimba, Araguaína Sul, Nova Araguaína, Itaipu e Beira Lago já utilizam os resistentes tubos PEAD. As obras de infraestrutura urbana também chegaram no Maracanã e Itaipu. Ao todo, são mais de 2,2km de drenagem no Maracanã e 1,9 km no Itaipu.

Assentamentos

Assim como na cidade, 12 projetos de assentamentos do entorno do município receberam serviços de drenagem nas estradas de acesso à zona rural. Os benefícios chegam para 848 propriedades rurais que necessitam de melhorias nas vias de acesso. Os trabalhos são de revestimento primário, com a execução de bueiros estratégicos.

Saneamento básico

A Prefeitura também tem investido em saneamento básico e tem construído a rede coletora de esgoto e drenagem pluvial no Setor Araguaína Sul, um dos mais tradicionais da cidade. Os trabalhos de expansão da rede coletora, que contabiliza 95 quilômetros, foram garantidos através da parceria entre a Prefeitura, Governo do Estado e Odebrecht Ambiental/Saneatins e devem beneficiar diretamente cerca de 4.500 famílias.

Os setores Vila Aliança, Rodoviário, São João, Senador, Centro, Martins Jorge, Anhanguera, Jardim Esplanada, Oeste, São Miguel, Rodoviário, Jardim América e o Alaska também receberão as obras. A previsão é que o acesso ao benefício seja proporcionado a mais de 80% da população até 2017.

(Foto/Crédito: Leila Mel)

Fazer um comentario