Celtins intensifica ação de combate ao furto de energia elétrica em Araguaína

Celtins intensifica ação de combate ao furto de energia elétrica em Araguaína




A meta da distribuidora é também reduzir as perdas e evitar que os prejuízos sejam repassados para a tarifa

O mutirão de combate ao furto e ao desperdício de energia elétrica chega ao Norte do Estado, onde a Celtins faz ações de fiscalização em residências e estabelecimentos comerciais de Araguaína, a partir desta segunda-feira, 15. A meta é garantir a regularidade e qualidade no fornecimento e impedir que os clientes sejam prejudicados.

O coordenador de Planejamento e Combate a Perdas, Eloysio Lopes, explica que quando há furtos e perdas de energia, todos pagam. “Esse prejuízo entra no cálculo da tarifa, já que a Agência Nacional de Energia Elétrica reconhece as perdas e autoriza os reajustes. O que queremos é acabar com essas irregularidades para que possamos também reduzir a tarifa no Estado a médio e a longo prazo”, pontuou. A Celtins também mantém vistorias periódicas nas áreas com incidências de ligações clandestinas e planeja ações para evitar reincidências.

De acordo com o coordenador de Serviços de Campo de Araguaína, Marcelo Bringel Camilo, as fiscalizações ocorrem rotineiramente, mas devido aos últimos índices, os trabalhos serão intensificados. “As pessoas ainda colocam a vida em risco fazendo os chamados ‘gatos’ e acreditam que vão economizar fraudando o relógio medidor. Mas essas atitudes geram prejuízos para todos”, explica. Além de oferecer riscos à população, o ‘gato’ também compromete a qualidade da energia recebida pelos clientes, podendo queimar equipamentos elétricos e provocar faltas de energia constantes devido a sobrecargas no sistema elétrico.

Perdas

Somente em 2013, o Estado do Tocantins somou mais de R$ 15 milhões em perdas em energia elétrica, um dos maiores índices do país. Este ano já foram realizadas 35.529 fiscalizações em todo o Tocantins, quando foram encontradas um total de 4.923 irregularidades. Para que as ações contra o furto e o desperdício de energia elétrica sejam efetivas, a Celtins intensificou o combate a perdas com a contratação de 120 eletricistas e a realização de mutirões com o apoio intensivo da Polícia Civil.

Os mutirões já aconteceram nas cidades de Palmas, Miracema, Tocantínia, Miranorte, Paraíso, Araguatins e Porto Nacional. Nos mutirões, já foram autuadas mais de 400 pessoas. Só na Capital foram 118 autuações no mês de agosto, três delas em flagrante, além de 42 registros de boletins de ocorrência para abertura de inquérito policial.

Crime

O furto de energia e as fraudes no relógio medidor são crimes previstos no Artigo 155 do Código Penal. Por isso, as equipes da Celtins serão acompanhadas por uma equipe da Polícia Civil durante as fiscalizações. A população pode denunciar ligando gratuitamente para 0800 721 3330.

(Raphael Pontes)

Fazer um comentario