Professores do Projovem Urbano participam de formação inicial

Professores do Projovem Urbano participam de formação inicial




Matrículas para 400 vagas do programa continuam abertas em três colégios da cidade. Aulas começam dia 23 de fevereiro 

Os 14 professores e 5 coordenadores selecionados para lecionar no Programa Nacional de Inclusão de Jovens – ProJovem Urbano participam da formação inicial a partir desta segunda-feira, 19. A 3° Formação do programa, promovida pela Prefeitura de Araguaína, vai até o dia 31, e é voltada aos educadores da rede pública municipal de ensino. A capacitação terá carga horária de 96 horas e acontece na Rua J, nº 80, no Setor Couto.

O conteúdo ministrado aos docentes inclui formação do Ensino Fundamental, participação cidadã e qualificação profissional. Os profissionais participantes do curso ficarão responsáveis por lecionar matérias do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, Informática, Noções Profissionais na área de saúde e alimentação e práticas de cidadania.

“Por entender que os alunos do programa necessitam de professores com qualificação inerente as especificações do programa, a gestão Ronaldo Dimas investe na formação de profissionais em todas as áreas da Educação”, disse o secretário da Educação, professor Jocirley de Oliveira.

O ano letivo do programa iniciará dia 23 de fevereiro, para os 400 alunos matriculados. O programa será realizado nas Escolas Municipais Manoel Lira (Nova Araguaína), Zeca Barros (Vila Goiás) e Luiz Gonzaga (Costa Esmeralda), bem como a Escola Estadual Moderna (Barros)

Projovem Urbano

O ProJovem Urbano é um programa do Governo Federal, executado pela Prefeitura Municipal de Araguaína, para atender um público de 18 a 29 anos, que saibam ler e escrever e que não concluíram o Ensino Fundamental.

O programa também oferece cursos de iniciação profissional nas áreas de auxiliar de administração em hospitais e clínicas, recepcionista de consultório médico e dentário, atendente de laboratório de análises clínicas e atendente de farmácia.

O Programa tem duração de 18 meses e os alunos recebem uma bolsa-auxílio de R$ 100/mês. O Projovem Urbano acolhe também filhos de estudantes matriculados, de 0 a 8 anos.

(Weberson Dias/Foto: Abdon Barbosa)

Fazer um comentario