Prefeito Ronaldo Dimas autoriza reenchimento parcial do Lago Azul

Prefeito Ronaldo Dimas autoriza reenchimento parcial do Lago Azul




Nível da água ficará 1,5 metro abaixo da cota final. A previsão é de que o trabalho seja concluído ainda este mês

 

O prefeito Ronaldo Dimas autorizou nesta semana que a Alvorada Energia, empresa responsável pela operação da usina do Corujão, feche as comportas da barragem e inicie o reenchimento parcial do reservatório do Lago Azul. Nessa primeira etapa, a cota máxima autorizada pelo prefeito foi de 199,16 m, com previsão de conclusão para este mês. O reenchimento deverá ocorrer em observância às normas ambientais vigentes e à legislação municipal.

Além disso, durante o período, a Alvorada Energia terá que manter um técnico responsável para acompanhar e monitorar as atividades. “Não queremos que o nível da água represada comprometa as paredes do aterro da Via Lago e vamos expedir a autorização definitiva para finalizar o reenchimento até a cota máxima depois de concluídas essas obras”, declarou o prefeito Ronaldo Dimas, informando que o nível da água ficará 1,5 metro abaixo da cota final de enchimento.

O volume de água do Rio Lontra e as condições climáticas da cidade neste período podem influenciar no prazo final para o enchimento do lago.

Trabalhos

A Alvorada Energia já concluiu os trabalhos de reconstrução da barragem do Corujão. Para manter as características naturais existentes, reduzir o impacto e aproveitar o potencial produtivo das águas represadas, serão realizadas atividades de monitoramento, educação e controle ambiental na área. Esse trabalho contará com a parceria da Prefeitura da cidade com a empresa Alvorada Energia, instituições privadas, órgãos públicos e sociedade civil organizada.

Entre as ações estão o monitoramento da qualidade da água (Ph, transparência, temperatura, etc) e observação das encostas do reservatório (desbarrancamentos, erosões, comportamento das rochas, etc). “Os fiscais ambientais da Prefeitura vão observar outras etapas do processo, como a prevenção de acidentes com animais peçonhentos, programa contra caça e pesca predatórias, repovoamento do lago com peixes da região e ações de educação junto aos ribeirinhos”, enumerou o secretário do Planejamento, Bruno Rangel.

Orientações

Com o início da formação do reservatório, a Prefeitura solicita a colaboração dos ribeirinhos que, para segurança de todos, evitem frequentar as margens do Lago. Recomenda ainda que não matem, não se alimentem e não capturem os animais silvestres na área da barragem. Para fazer o resgate de algum animal, os moradores podem acionar o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), no telefone (63) 3414-4874, ou no Corpo de Bombeiros, (63) 3414-4386 e 193.

Nesta fase do enchimento, a pesca é proibida. “Queremos evitar qualquer desastre ecológico, preservando as espécies de anfíbios, répteis, aves e mamíferos e evitando erosões e assoreamento do rio, iniciando, assim, um novo ciclo de desenvolvimento”, lembrou Rangel.

Revitalização
O Plano de Revitalização do Lago, elaborado pela Prefeitura, segue seis programas: Programa de Recuperação de Nascentes e Matas Ciliares, Programa de Monitoramento de Mananciais, Programa de Monitoramento de Ictiofauna, Programa de Educação Ambiental e Programa de Comunicação Social. Palestras nas escolas, conscientização dos ribeirinhos, plantio de milhares de mudas no entorno do lago e limpeza são algumas das ações já realizadas.

(Weberson Dias/Foto: Marcos Filho)

Fazer um comentario