JBS inaugura sábado, em Araguaína, frigorífico com capacidade de abater 700 animais por dia; são 2,4 mil empregos diretos e indiretos

JBS inaugura sábado, em Araguaína, frigorífico com capacidade de abater 700 animais por dia; são 2,4 mil empregos diretos e indiretos




Empresa que fornece produtos para 150 países, o grupo JBS inaugura no próximo sábado, 28, em Araguaína (384 km de Palmas, no norte do Tocantins), sua 49ª unidade frigorífica no Brasil.O empreendimento é resultado de investimento de mais de R$ 20 milhões.

A capacidade de abate da unidade de Araguaína fica em torno de 600 a 700 cabeças de gado por dia.

Potência mundial no setor, o JBS abate atualmente 100 mil cabeças de gado, 13 milhões de frangos, 60 mil suínos e 25 mil cordeiros. São, ao todo, 200 mil colaboradores. “Em Araguaína vamos iniciar com o e depois a desossa”, disse o presidente da JBS Carnes Brasil, Renato Costa, em entrevista ao Canal Rural.

 O frigorífico deve gerar 700 empregos diretos e 2,4 mil indiretos, que envolvem toda a cadeia produtiva da carne. Os funcionários já estão sendo contratados. “É a primeira unidade da JBS no Estado. Araguaína é uma cidade importante que atende sul do Pará, sul do Maranhão e tem uma economia muito forte”, disse Costa, que classificou o Estado de “estratégico” por sua localização privilegiada no centro do país, infraestrutura e potencial hídrico.

No último sábado, 21, o grupo inaugurou o frigorífico em Iguatemi (MS), um investimento de R$ 30 milhões.

FORÇA DO GRUPO

O grupo JBS é a maior empresa de processamento de carne do mundo. Entre as marcas que possui estão Friboi, Laticínios Vigor, Bordon e Swift (produtora de derivados de carne e vegetais). Além do Brasil, o grupo possui escritórios na Argentina, Itália, Austrália, EUA, Uruguai, Paraguai, México, China e Rússia.

(Norte Agropecuário/Foto: Weberson Dias)

Fazer um comentario