“Gerando Sorrisos” é lançado em Araguaína

“Gerando Sorrisos” é lançado em Araguaína

Restauração, limpeza, pequenas cirurgias e extração de dentes podem ser feitos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS)

 

Para informar as gestantes e fortalecer os programas de pré-natal e saúde bucal no Município, a Prefeitura de Araguaína realizou na manhã desta sexta-feira o lançamento do projeto “Gerando Sorrisos”, na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Setor Couto Magalhães, antiga Policlínica do bairro. Participaram da reunião dezenas de mulheres gestantes e agentes comunitárias de saúde. A partir de agora, restauração, limpeza, pequenas cirurgias e extração de dentes podem ser feitos nas UBS.

Durante a reunião, a equipe de odontólogos ligadas à Secretaria Municipal da Saúde desconstruiu muitos mitos relacionados aos cuidados com os dentes das mulheres gestantes e foi mostrado também que quanto mais cedo a prevenção em saúde, mais saudável será a criança. Ao final houve sorteio de kit e café da manhã para os participantes.

Régia de Jesus Ribeiro deve ganhar o pequeno Heitor em até dois meses e está aliviada em poder com uma equipe especializada para atendimento odontológico. “Eu não procurava o dentista por ter medo da anestesia afetar o bebê, mas hoje eu descobrir que isso é um mito e que não afeta o bebê coisa nenhuma. Muita coisa a gente não sabia e estamos aprendendo. Hoje mesmo vou procurar a unidade para agendar o atendimento”, disse a dona de casa.

Segundo Murilo Bastos, superintendente de Atenção Básica, a Secretaria está mobilizada em estender o projeto para os demais postos de saúde do Município, onde serão realizados os atendimentos. “O projeto, colocado em prática hoje, será implantado gradativamente nas outras unidades básicas de saúde do Município. O projeto piloto está sendo lançado aqui e vai auxiliar as equipes multidisciplinares de todas as unidades”, afirmou.

Prevenção

Garithuzy Oliveira, coordenadora de Saúde Bucal da Secretaria, destacou que a saúde bucal da mamãe e do bebê estão ligadas diretamente. “Alguns estudos mais recentes comprovam que quando a gestante não tem o acompanhamento com o dentista e ela tem alguma doença na gengiva, a criança pode vir a nascer com baixo peso ou ter um parto prematuro, por conta do nível de inflamação na boca”, afirmou a coordenadora, assegurando que os trabalhos da rede municipal de saúde baseia-se na prevenção.

Segundo ela, a demanda no Município ainda é pequena, embora as unidades já contem com as equipes para atender as gestantes. “O cirurgião-dentista é muito importante durante a gestação da mulher e para a criança, após o nascimento do bebê, durante a amamentação e até um ano de vida, quando começam a nascer os dentes de leite dela”, disse a coordenadora Garithuzy Oliveira, informando que a alimentação baseada em laticínios, frutas e verduras e suplementos vitamínicos fortalecem o cálcio na formação da dentição da criança.

(Foto: Leila Mel)

Fazer um comentario