Sindicato espera nova rodada de negociação para próxima quarta-feira

Sindicato espera nova rodada de negociação para próxima quarta-feira




O comando de greve dos policiais civis anunciou nesta quinta-feira, dia 27 que está programada uma nova rodada de negociação com o Governo a partir da próxima quarta-feira.  Segundo o presidente do Sinpol-TO (Sindicato dos Policiais Civis do Tocantins), Moisemar Marinho. É o que ficou definido na reunião com a deputada federal Dulce Miranda, que pediu alguns dias de prazo para conversar com todos os técnicos do governo para abrir nova mesa de negociações. Em contrapartida, o sindicato se comprometeu com a deputada, que também é primeira-dama, a não radicalizar o movimento até quarta-feira, mantendo a mobilização nos locais de trabalho.

De acordo com o Sindicato, a reunião com Dulce Miranda se deu em alto n ível e ela se mostrou empenhada em intermediar o impasse, pedindo apenas prazo para reunir todas as informações técnicas e jurídicas junto aos secretários do Governo.  “Dona Dulce é mulher, mae e se mostrou bastante preocupada com a população e também com nossas famílias o que possibilitou um diálogo maduro civilizado”, resumiu o presidente ao retornar de Brasilia na manha desta quinta-feira.

Moisemar relatou que a primeira-dama pediu aos policiais que não adotassem comportamentos radicais e que mantivesse a mobilização de forma equilibrada até a próxima quarta-feira, quando ela prometeu um novo contato para retomada do diálogo.  “De nossa parte, vamos assumir esse compromisso repassando essa orientação para todos os comandos no interior, confiados na retomada do diálogo”, assegurou o presidente.

O presidente informou que irá recomendar aos policiais que aproveitem os próximos dias para intensificar o contato com a população esclarecendo os propósitos do movimento. “Vamos conversar com a população, distribuir leite e chocolates de pascoa, mostrando que nosso movimento é pacífico legitimo e em defesa de nossas famílias e todas as famílias tocantinenses que merecem uma segurança publica valorizada, com policiais motivados e qualificados”, completou.

GREVE CONTINUA

O Sindicato informou ainda que a greve continua com total apoio da categoria.  O Governo informou que alguns policiais assinaram documentos se comprometendo a retornar ao trabalho, mas esses que assinaram são delegados, médicos legistas, peritos e comissionados o que não faziam parte do movimento”, garantiu o presidente.

Fazer um comentario