Bombeiros e profissionais do aeroporto participam de treinamento contra incêndio em Araguaína

Bombeiros e profissionais do aeroporto participam de treinamento contra incêndio em Araguaína

A ação é para qualificar os profissionais utilizando o Carro de Combate a Incêndio – Ataque Principal – Classe 2. Araguaína é o única cidade do Tocantins que possui este tipo de veículo

Segue até esta quinta-feira, dia 9, o treinamento para 17 profissionais que atuam no combate a incêndio no Aeroporto de Araguaína. São 11 bombeiros de aeródromos, quatro bombeiros militares e dois mecânicos que trabalham no local. O treinamento é ministrado pelo instrutor Paulo Berenguel, da empresa Lavrita, a qual fabrica o Carro de Combate a Incêndio – Ataque Principal – Classe 2, comumente conhecido como CCI-AP2 Fênix.

O Aeroporto de Araguaína é o único do Tocantins que possui este tipo de veículo e elevou a categoria da sessão contra incêndio, possibilitando voos de aviões a jato, com capacidade para mais de 100 passageiros.

De acordo com o instrutor, o monitoramento está focado na operação e manutenção desse veículo. Segundo Berenguel, o CCI-AP2 possui três agentes químicos diferentes; tendo 6.100 litros de água, 780 litros de líquido gerador de espuma, que é o agente principal de aeródromo, e tem 200 quilos de pó químico. “A parte base de bombeiros eles já têm; eu ensino mais as possibilidades que eles têm na base de conhecimento que possuem e que eles podem aplicar com essa viatura”, explicou.

Em relação aos mecânicos, o instrutor repassa sobre os tipos e a época das manutenções que estão previstas para serem feitas no caminhão. “Para o pessoal de manutenção estamos repassando sobre algumas manutenções previstas, periódicas, focando mais na periodicidade de manutenção”, completou.

O sargento Márcio Greyck da Silva do Corpo de Bombeiros é um dos participantes do treinamento. O bombeiro destacou que o objetivo principal do curso é relembrar alguns conhecimentos que foram passados em anos anteriores, para que os profissionais da área tenham condições realmente de como fazer manutenção desses caminhões e como operar de forma correta. “É um caminhão computadorizado e você tem que ter conhecimento nessa área de computação para poder operar, porque ele também é operado por joystick, que seria um comando do tipo do controle de videogame, são comandos dentro do caminhão. Então tem que ter um conhecimento apurado, bem específico nessa área”, explicou Greyck.

Durante o treinamento, é apresentado aos participantes a parte teórica e a prática. A parte prática é desenvolvida na Seção de Serviço de Resgate, Salvamento e Combate a Incêndio (SESCINC) do aeroporto, no período da tarde.

O Município recebeu o caminhão da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, por intermédio da Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) e Agência Estadual de Trânsito (Agetrans).

(Joselita Matos/Foto: Leila Mel)



Fazer um comentario