Prefeitura promove café da manhã no Dia Internacional do Assistente Social

Prefeitura promove café da manhã no Dia Internacional do Assistente Social

Evento reuniu assistentes sociais do município e estudantes do curso de Serviço Social

A Prefeitura de Araguaína realizou na manhã desta sexta-feira, 15, às 8h, café da manhã em comemoração ao Dia Internacional do Assistente Social. O evento aconteceu na Secretaria do Trabalho e Ação Social, no Bairro São João. Durante o encontro, que reuniu 17 assistentes sociais que trabalham na Secretaria da Ação Social e estudantes do curso de Serviço Social da Unopar, houve exibição de fotos mostrando o trabalho do dia a dia dos profissionais, entrega de brindes, além de orações e mensagens de incentivo à categoria.

A presidente da Funanc, Nil Dimas, participou da programação. No seu pronunciamento, fez questão de destacar o importante papel dos assistentes sociais na sociedade. “Reconhecemos o trabalho de vocês, que é digno, pois ajudam o ser humano em suas necessidades. Por isso, trago o carinho da Prefeitura, nosso respeito e admiração a todos os assistentes sociais”, disse.

Núbia Marinho, coordenadora do CRAS, também aproveitou a data para destacar o papel do assistente social nas ações da Prefeitura. “É uma homenagem justa a estes profissionais, pois eles são fundamentais nas atividades desenvolvidas pela Prefeitura, principalmente as que atendem às pessoas mais necessitadas”, afirmou.

Roda de conversa pela valorização da profissão
Ainda, na manhã desta sexta-feira, aconteceu uma mobilização dos assistentes sociais no auditório da Prefeitura, na Rua 25 de Dezembro. Durante o evento, houve uma “Roda de Conversa” sobre a valorização da profissão de assistente social. As palestras foram voltadas principalmente para todos os assistentes sociais do Município.

Assistente social
O assistente social é um profissional formado pelo curso de Serviço Social e tem como objetivo amparar pessoas que de alguma forma não tem total acesso à cidadania, ajudando a resolver problemas ligados à educação, habitação, emprego, saúde, dentre outras áreas.

É uma profissão de cunho assistencial, ou seja, voltada para a promoção do bem-estar físico, psicológico e social. Este profissional pode trabalhar em empresas privadas, órgãos públicos e ONGs orientando e acompanhando pessoas e desenvolvendo programas de assistência dirigidos a diversos públicos como crianças em situação de risco, populações com poucos recursos financeiros ou afetadas por catástrofes naturais, idosos, etc.

(Alberto Rocha/Foto: Leila Mel)



Fazer um comentario