Prefeitura fecha acordo com moradores do Setor Araguaína Sul II

Prefeitura fecha acordo com moradores do Setor Araguaína Sul II

As propostas foram doação de casa, lote ou indenização às famílias residentes em áreas públicas do setor

Um problema de regularização fundiária que já se arrasta por mais de sete anos, será resolvido de forma pacífica pela Prefeitura de Araguaína. Numa reunião tranquila, o prefeito Ronaldo Dimas fechou acordo com as famílias que ocupam área pública no Setor Araguaína Sul II, principalmente moradores que construíram casas por onde passam as ruas Amazonas e Paraguai.

O encontro com os moradores aconteceu no início da noite desta quinta-feira, 21, na sede da Prefeitura, e contou ainda com a presença do secretário da Infraestrutura, Simão Moura, do diretor de Postura e Fiscalização, Keslon Borges, e dos vereadores Terciliano, Rejane Socorro, Gipão e Xeroso.

A reunião foi para buscar uma solução junto às famílias. “Como o setor foi ocupado de forma irregular, as pessoas foram construindo casas em lugares inadequados, por onde as avenidas vão passar”, explicou Dimas.

Propostas aprovadas
Após diálogo entre a Prefeitura e moradores, Ronaldo Dimas apresentou três opções para as famílias que devem deixar suas casas no Araguaína Sul II. A primeira foi a doação de uma casa no residencial Lago Azul. Nesse caso, a família vai pagar a prestação do imóvel em valores entre R$ 75 a R$ 100. A segunda opção, a doação de um lote no Setor Sul e a terceira proposta é uma indenização ao morador pelas benfeitorias feitas no imóvel.

O próximo passo agora é fazer um levantamento para saber quantas famílias serão afetadas. Após os estudos, os moradores serão chamados para fazerem o acordo. Para Ronaldo Dimas, a reunião foi positiva. “Foi tudo tranquilo. A nossa preocupação é oferecer às famílias um lugar digno para morar”, disse.

Regularização do setor
Ainda no encontro, Dimas se comprometeu em mandar um projeto de lei à Câmara de Vereadores com a finalidade de regularizar o setor Araguaína Sul, que é uma área pública e que foi ocupada irregularmente. Após a regularização, o terreno será doado às famílias que não possuem casas ou lotes.

A notícia animou os moradores que já ocupam o loteamento. “Essa reunião superou as nossas expectativas, pois o prefeito nos atendeu muito bem e atendeu nosso pedido. Nós agradecemos a sensibilidade do prefeito por ter nos dado uma resposta à altura que nós esperávamos”, disse Regieldo Vieira Pimentel, morador do setor.

Escritura na Mão
A regularização do setor Araguaína Sul II faz parte do Programa Municipal Escritura na Mão, que objetiva a regularização fundiária de toda cidade, a começar pelos bairros mais populosos e situações mais críticas. Até o momento, além do Araguaína Sul II, os trabalhos já foram desenvolvidos nos setores Sul e Coimbra.

(Alberto Rocha/Foto: Leila Mel)

Fazer um comentario