Eduardo afirma que Governo está em débito com servidores e precisa apresentar proposta de data-base melhor que 1%

Eduardo afirma que Governo está em débito com servidores e precisa apresentar proposta de data-base melhor que 1%

O deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB) realizou pronunciamento na sessão desta terça-feira, 26, durante sessão na Assembleia Legislativa, e questionou a atitude do Governo em propor a concessão da data-base de 2015 aos servidores do Quadro Geral em três parcelas, sendo que somente a primeira de apenas 1% seria paga neste ano.

“O Governo está em débito com 37 mil servidores e precisa apresentar uma proposta de reposição da data base melhor que apenas 1%”, afirmou.

Eduardo Siqueira Campos relembrou que quando o ex-governador Siqueira Campos reassumiu o Governo em 2011, encontrou a data-base de 2010 em atraso e foi necessária a negociação com os servidores e a gestão Siqueira Campos realizou os pagamentos. Eduardo Siqueira frisou que todas as reposições durante a gestão Siqueira Campos foram pagas e, mesmo o aumento de R$ 400 milhões na folha de pagamento de 2010 para 2011, não impossibilitou a quitação destas obrigações com os servidores.

O Deputado destacou que a data-base não encontra qualquer obstáculo na Lei de Responsabilidade Fiscal e demonstrou preocupação com a economia do Estado. “Se o Governo não fizer a reposição da inflação apurada no período vai deixar a economia do Tocantins em dissonância com o restante do País”, frisou.

O Parlamentar citou ainda a atuação das centrais sindicais, sempre combativas, e que irão defender sempre os interesses dos servidores. “Espero que o Governo encontre a solução e resolva esse problema dos 37 mil servidores”, disse.

Araguaína

O deputado Eduardo Siqueira Campos também abordou o problema da violência na cidade de Araguaína, a maior do norte do Estado. Eduardo Siqueira Campos disse que chegou a estudar a apresentação de requerimento sugerindo ao Governo do Estado o retorno do Major Silva Neto ao comando da Polícia Militar em Araguaína, mas preferiu não fazê-lo e propôs ouvir os demais pares.

Eduardo destacou a aprovação, por parte da população de Araguaína ao trabalho de Silva Neto no comando da Polícia Militar na cidade. “Bandido não gosta de encostar onde tem um comandante duro, um comandante cumpridor da Lei”, frisou.

(Élcio Mendes)

Fazer um comentario