Araguaína implementa mudanças estruturais no trânsito

Araguaína implementa mudanças estruturais no trânsito

As principais avenidas da cidade vão receber equipamentos eletrônicos

Com o objetivo de melhorar a mobilidade e oferecer mais segurança para veículos e pessoas que utilizam as vias de Araguaína, o trânsito da cidade está passando por modificações significativas. Depois das ciclofaixas e da sinalização horizontal, desde a semana passada as equipes da Prefeitura estão realizando a instalação de radares eletrônicos novos, que devem estabelecer os ordenamentos propostos.

Ao todo serão 67 equipamentos. No primeiro momento, serão instalados 28 radares fixos de velocidade, capazes de fotografar a placa dos veículos que excedem a máxima permitida e comprovarão a infração quanto a multas dos condutores infratores. Além dos 5 pontos que serão instalados nessa primeira etapa, a Prefeitura também está adquirindo um radar eletrônico móvel, capaz de capturar imagens de até duas avenidas simultaneamente.

Quem passou pela Flor de Liz e Marginal Neblina nos últimos dias, pode observar que três equipamentos estavam sendo instalados em postes na via. Outras regiões que terão ajustes também serão a Cônego João Lima, Avenida Filadélfia, Santos Dumont e José de Brito, vias com grande fluxo de veículos e pessoas.

Nos próximos meses, também devem ser instaladas 10 lombadas eletrônicas (redutor de velocidade), que medem a velocidade dos veículos, e mais 28 radares mistos fixos de avanço e velocidade nas faixas de pedestres e semáforos, que irão fotogravar motoristas que pararem sobre a faixa, avancem sinais vermelhos ou ainda que estiveram acima da velocidade permitida na via.

Intervenções

De acordo com o presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito de Araguaína (AMTT), Gustavo Fidalgo, a medida visa comportar o trânsito de nossa cidade, que está em constante crescimento. “Após a instalação de todos os equipamentos de alta tecnologia, o Inmetro fará a aferição. A previsão é que até o final desta semana parte dos radares estejam já funcionando”, afirmou Fidalgo.

Ele explicou também como devem funcionar os radares fixos e o método não intrusivo. “Quando um veículo passa, feixes infravermelhos e sensores calculam a velocidade e aciona a câmera que capta as imagens dos veículos que estiverem acima do permitido no local. O sistema é independente para cada faixa, ou seja, se dois carros passarem ao mesmo tempo um do lado do outro em um radar, ele consegue diferenciar a velocidade”, disse.

“Com os novos equipamentos queremos conscientizar e educar o araguainenses a transitarem dentro da velocidade permitida nas vias evitando assim acidentes e atropelamentos de pedestres”, finalizou o presidente da AMTT, Gustavo Fidalgo.

(Weberson Dias/Foto: Leila Mel)



Fazer um comentario