Eduardo Siqueira relata aumento da violência em Araguaína e cobra soluções do Governo  

Eduardo Siqueira relata aumento da violência em Araguaína e cobra soluções do Governo  

O deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira, 18, para relatar os problemas de Segurança Pública vividos pela população de Araguaína, principalmente nos últimos dias. O Parlamentar se baseou em um depoimento de um Policial Militar que pediu para não ser identificado, e também em um ofício de um Magistrado encaminhado ao Governador do Estado, que relatou as ocorrências e as deficiências dos aparelhos de Segurança Pública na cidade.

Eduardo Siqueira demonstrou sua preocupação com a onda de violência que a população de Araguaína vem sofrendo, e ainda, cobrou do Governo do Estado ações imediatas para a solução dos problemas e citou o relato que recebeu de um Policial Militar. “A Segurança Pública em Araguaína está um caos. Diminuíram nossas folgas e aumentaram a escala. Sem aumentar o efetivo, sem viaturas, sem um reforço de equipamentos, a tropa está desmotivada…”, afirmou.

O Deputado apresentou ainda um ofício datado de 11 de junho e assinado pelo Juiz de Direito Álvaro Nascimento Cunha e endereçado ao governador Marcelo Miranda. No documento, o Magistrado relata sua preocupação com a Segurança Pública em Araguaína e aponta os motivos do problema. “A causa de tantos crimes violentos é a sensível diminuição de Policiais Militares nas ruas desta cidade. Hoje somente 4 Rádio Patrulhas circulam diariamente por Araguaína, isso quando há combustível para todos os veículos. Em 2002, havia 12 Rádio Patrulhas….”,  relatou no ofício o Juiz. Em outro trecho, o Magistrado relata o esforço da Polícia Militar no cumprimento de seu dever, mas o número insuficiente de policiais compromete a qualidade do serviço prestado. “… Mas se não há policiamento o facínora sente-se livre para roubar, furtar, estuprar, etc”, descreveu.

Mesmo após relatar tais deficiências, Eduardo Siqueira isentou a atual comandante da Polícia Militar. “A atual comandante não tem culpa”.

Por fim, Eduardo Siqueira requisitou do Governador providências para o aumento do efetivo, melhorias no armamento e o acréscimo no número de viaturas. “As pessoas precisam ter tranquilidade para saírem de suas casas e andarem tranquilamente pelas ruas, pois hoje isso não está ocorrendo”, finalizou.

(Élcio Mendes)



Fazer um comentario