Polícia Militar participa de debate sobre segurança em Araguaína

Polícia Militar participa de debate sobre segurança em Araguaína

Aconteceu nesta quarta-feira, 8, uma reunião entre entidades comerciais e públicas para debater ações de segurança pública que foi realizada no Auditório da Associação Comercial e Industrial (ACIARA) em Araguaína. A comandante do 2º Batalhão participou do debate e destacou as ações realizadas pela Polícia na região.

A reunião foi promovida pela Secretaria de Segurança Pública e ACIARA  e contou com a participação de  componentes do Judiciário, Ministério Público Estadual, órgãos de segurança como PM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e representantes da esfera  municipal.

O evento teve como objetivo fomentar a interação entre as forças de segurança pública e comunidade e buscou apresentar suas demandas e sugestões. A comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM), Major Patrícia Murussi, destacou as ações de prevenção às drogas e violência realizadas pelos policiais do PROERD, que antedeu mais de 2 mil crianças em Araguaína. Citou também que o Batalhão está promovendo a inclusão social de aproximadamente 150 crianças e adolescentes em projetos de futebol e música. Destacou ainda a intensificação em abordagens e blitzes, os quais refletiram no aumento considerável em prisões, nos últimos meses.

O assessor de Polícia Comunitária, projeto realizado pela PM, o Tenente Coronel Henrique de Souza Lima Júnior, ofertou à comunidade a capacitação de 200 agentes comunitários de segurança em Araguaína, os quais atuarão em parceria com as forças de segurança pública, e confirmou a reativação da base comunitária móvel com a presença de policiais civis e militares, que atuarão na prevenção à criminalidade nos bairros de Araguaína.

Iniciativas fundamentais para a consolidação da filosofia de Polícia Comunitária em todo o Tocantins, uma vez que Forças de Segurança e Comunidade juntas podem identificar, priorizar e resolver problemas locais.

Para a professora Sara Abud, presidente da célula comunitária do setor Leste, a necessidade da parceria com as Forças de Segurança é essencial. Ela defendeu as ações realizadas pela base comunitária da PM, pois foram importantes para a diminuição dos índices de criminalidade do bairro em que reside.

(Lara Tavares)



Fazer um comentario