FACIT inaugura novo campus dia 14

FACIT inaugura novo campus dia 14
O investimento sempre será uma marca latente da Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT. Seja no capital humano, seja em estrutura física, a instituição sempre prezou, ao longo de seus três anos de existência, pelo crescimento com responsabilidade e sustentabilidade. E uma nova fase na história da FACIT inicia-se no próximo dia 14 de agosto, com a inauguração do novo campus, às margens da TO 222 (sentido Novo Horizonte), a apenas cinco quilômetros do centro de Araguaína.

A partir das 19 horas, alunos, professores, colaboradores e convidados especiais da faculdade participarão de um culto ecumênico em agradecimento às conquistas, seguido de um coquetel e show ao vivo. Na oportunidade, os presentes também assistirão a um vídeo institucional sobre a FACIT e conhecerão cada detalhe das novas instalações.

O atual momento é ímpar na vida das doutoras Ângela Maria Silva, diretora da faculdade, e Carollyne Mota Tiago, vice-diretora – respectivamente mãe e filha. “Começamos nosso projeto educacional com foco em nossa área de formação, a Odontologia, ainda com o CESTEP. Mas queríamos oferecer mais. Deste novo sonho nasceu a FACIT, que caminha com um sucesso surpreendente”, conta a diretora. “Mas nossos projetos são mais abrangentes. Conquistamos recentemente o importante curso de Análise e Desenvolvimento de Sistema, na modalidade tecnólogo. Estamos avançando para trazer mais um importante curso na área de saúde, além das especializações. Estamos realmente focados em promover educação de qualidade para Araguaína e região”, pontua Drª. Carollyne.

Primeiro bloco

São 150 mil metros quadrados de área que há pouco mais de um ano já receberam a primeira estrutura, usada principalmente pelos alunos de Odontologia. O bloco de ensino e clínicas compreende um auditório para 200 pessoas, 21 salas de aula, um laboratório Morfofuncional, um laboratório de Microbiologia e Bioquímica, um laboratório de Prótese, um de Dentística, uma sala de apoio da Secretaria Acadêmica, uma de apoio para a Biblioteca, um Núcleo de Coordenação com quatro salas para o diretor acadêmico, coordenadores de curso, de pesquisa e extensão, sala da Tecnologia da Informação, Logística, Xerografia, cantina e área de convivência. No total, são 5.600 metros quadrados construídos.

Atendimento à comunidade

O serviço da clínica odontológica será otimizado com a nova estrutura, proporcionando mais conforto para os pacientes. No espaço da Policlínica haverá uma recepção, 40 cadeiras para atendimento, Centro de Radiodiagnóstico, sala de Preparação Cirúrgica, Esterilização e Farmácia. “Este novo setor nós já estaremos entregando no dia 14 para ampliar nossa capacidade de atendimento à população”, lembra Drª. Ângela.

Em andamento

Mesmo diante da inauguração, o novo campus continua em expansão. O bloco Administrativo (3.600 m²), Biblioteca e Secretarias devem ser concluídos em fevereiro de 2016, somando 9.200 metros quadrados de área construída. A FACIT ainda tem pretensões de erguer mais dois blocos de ensino, auditório e espaço de esportes, além de um Hospital Materno-Infantil. “Estamos dependentes da política federal de liberação de cursos para iniciarmos essas ampliações. Mas estamos otimistas com os projetos, que vão alcançar mais 39 mil metros quadrados de estrutura”, informa a vice-diretora.

O caminho até aqui

“O investimento foi alto e não foram poucos os obstáculo”, frisa Drª. Ângela. O primeiro deles foi a área alagada encontrada no atual espaço do campus. Toda a drenagem foi executada, seguida de 14 mil metros quadrados de asfalto e meio fio. Houve também a perfuração de poço artesiano – com a devida autorização dos órgãos ambientais responsáveis –, projeto de energia elétrica, aquisição dos postes, tudo com recurso próprio. “A internet foi outro desafio. Implantamos três torres para sinal via rádio e organizamos tudo com a ajuda do nosso colaborador, Seu João Barbosa”, acrescenta Drª. Carollyne.

Sustentabilidade

A preocupação da direção foi humanizar o novo espaço, tornando todas as estruturas acessíveis. Mas sem dúvida um dos grandes investimentos da FACIT no campus II foi o projeto de arborização, desenvolvido com o fundamental auxílio dos alunos. “O Plantar e Cuidar é um sucesso. Ficamos encantados com o engajamento de todos da faculdade e também da comunidade”, afirma a diretora.

O bosque da Administração já está devidamente plantado com árvores frutíferas com o objetivo de atrair pássaros para seu habitat natural. “Nosso ‘trote’ de recepção dos calouros é justamente propor o plantio de novas árvores originárias do Cerrado, tanto no campus, quanto às margens do Rio Lontra. Já foram mais de 300 espécies plantadas”, conta Drª. Carollyne.

Puxando o desenvolvimento

A atual área do campus II da FACIT já assiste a um processo de urbanização. Loteamentos e empresas já estão e continuam sendo construídos na região. “O que precisamos é o que poder público reconheça a importância desta nova frente de desenvolvimento da cidade e que preze pelo asfalto de qualidade na TO 222, principalmente com a duplicação do trevo de acesso”, ressalta Drª. Ângela.



Fazer um comentario