Alunos da zona rural de Araguaína participam da segunda etapa da OBMEP

Alunos da zona rural de Araguaína participam da segunda etapa da OBMEP

Entre os classificados, está uma aluna de 13 anos de idade que é deficiente visual, que, assim como os demais, pode conquistar uma bolsa de iniciação científica júnior do CNPQ 

Após obterem uma boa nota na primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), sete alunos do 6º ao 9º ano da zona rural de Araguaína irão participar da segunda fase das olimpíadas. Alunos da Escola José Nogueira no Projeto de Assentamento (PA) Rio Preto, farão as provas a partir das 14h30 do próximo sábado, dia 12. Ao todo, 60 alunos da Rede Municipal farão a segunda fase da OBMEP.

Superação
Entre esses alunos da zona rural está Luiza Rodrigues dos Santos, de 13 anos, que foi destaque na primeira etapa.  Força de vontade, dedicação e desempenho durante as provas levou a aluna, que é deficiente visual, a participar da segunda etapa. Há dois anos ela está na Escola Municipal José Nogueira, no P.A. Rio Preto, que conta com materiais e equipamentos pedagógicos específicos para aprendizagem de crianças com deficiência.

Para o secretário da Educação, Jocirley Oliveira, a classificação da Luzia e dos demais alunos para a fase seguinte da OBMEP reflete o compromisso que o município tem com o aprendizado dos alunos. “Não importa onde a criança estude, se na zona rural ou urbana, ela merece e tem toda atenção necessária dessa gestão quando se trata de educação de qualidade”, disse.

OBMEP
A Olimpíada teve início em 2005 e é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). O objetivo é estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área.  A OBMEP vem crescendo a cada ano e criando um ambiente estimulante para o estudo entre alunos e professores de todo o País. 

Os alunos que participam da OBMEP são divididos em três níveis:
• Nível 1 – Estudantes de 6º e 7º anos do Ensino Fundamental;
• Nível 2 – Estudantes de 8º e 9º anos do Ensino Fundamental;
• Nível 3 – Estudantes do Ensino Médio.

Os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do 6º e 7º anos realizam as provas do nível 1.  Já os alunos de EJA do 8º e 9º anos realizam as provas no nível 2. Os de Ensino Médio, provas de nível 3.

Todos os ganhadores de medalhas da OBMEP serão contemplados também com uma bolsa de Iniciação Científica Júnior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Eles também passarão a receber aulas de matemática, com orientação da OBMEP, nos seus respectivos Estados pelo mesmo período de duração da bolsa. 

(Abdon Barbosa)



Fazer um comentario