Iniciada reconstrução da Praça das Nações em Araguaína

Iniciada reconstrução da Praça das Nações em Araguaína

Fase atual da obra conta com remoção das calçadas, bloquetes, meios-fios e bancos antigos. Próxima fase será a construção dos pisos, quiosques e palco

 

Os trabalhos para reconstrução da Praça das Nações estão a todo vapor. Na manhã desta sexta-feira, 11, tratores, retroescavadeiras e caminhões caçamba faziam a remoção das calçadas ao redor do palco, bloquetes e meio-fio antigos, estrutura dos bancos e tronco de arvores mortos, bem como recolhiam os entulhos do local.

A próxima etapa da obra será a marcação no chão para início da estrutura da nova praça, com a construção de novos palco, quiosques, pisos e fonte central. A praça continua isolada até o final das intervenções, que deve durar até 180 dias.

Durante esta manhã, o idoso Pedro Evangelista acompanhou os trabalhos da Prefeitura na praça. Há pouco mais de um ano deixou Piraquê para se tornar morador do Setor Itaipu, em Araguaína. Para ele, há muitas vantagens de se ter um equipamento público de lazer reconstruído no coração da cidade. “É necessário, porque aqui ‘ajunta’ muita gente para diversão, com ‘menino’ brincando. Todas essas obras que fizerem aqui dentro ‘da rua’ são importantes e servem demais para a comunidade”, analisou.

Projeto

De acordo com o idealizador do projeto inicial, arquiteto José Guimarães, o antigo estacionamento será incorporado na área da praça. “Isso vai ampliar em até 30% as dimensões e o tamanho do equipamento público, consequentemente a capacidade de público”, informou.

Segundo o prefeito Ronaldo Dimas, a reforma também garantirá o principal monumento da praça. “Na nova configuração da praça, o Monumento dos Pioneiros, aquele que fica no centro da praça, será restaurado, com o nome e foto dos primeiros moradores do povoado, e também a fonte de água, que já nem existe mais. Já iniciamos as pesquisas das nomenclaturas e o levantamento fotográfico. A restauração seguirá a originalidade histórica do monumento”, assegurou Dimas.

(Weberson Dias/Foto: Marcos Filho)



Fazer um comentario