FACIT oferece educação empreendedora para alunos de todos os cursos

FACIT oferece educação empreendedora para alunos de todos os cursos

A Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT está oferecendo a disciplina extracurricular do curso de Educação Empreendedora para os acadêmicos de Administração, Odontologia e Analista de Desenvolvimento de Sistema (ADS). No último sábado, dia 19, os alunos tiveram a aula inaugural iniciando com atividades diferenciadas que estimularam o espírito coletivo e a prática de ideias inovadoras na gestão de qualquer negócio.

O analista técnico do Sebrae/Araguaína, Wolney Nóbrega destacou a importância de conhecer o que é o empreendedorismo dentro do meio acadêmico. “O empreendedorismo não é só tido apenas para uma área. O empreendedorismo é baseado em comportamentos empreendedores. Então, tanto na área da saúde, como na administração e em desenvolvimento de sistema, todos esses alunos receberão capacitação”, explicou.

Parceria

Para o coordenador do curso de Administração, Eugênio Piva, a parceria firmada com o SEBRAE, em junho deste ano, é a ferramenta fundamental para que os alunos saiam da faculdade não só com o conhecimento técnico da área de formação, mas com algo a mais, o espírito empreendedor. “A FACIT procura formar profissionais alinhados com as práticas mais modernas de cada curso, em cada especialidade, mas é preciso olhar o lado comercial da profissão”, pontuou.

Como exemplo, o professor lembrou que, ao se formar, o dentista provavelmente abrirá um consultório e precisará administrar esse negócio. “Por isso o conhecimento empreendedor é bastante útil. Os profissionais de administração e de ADS precisam conhecer seus clientes, com quem eles vão trabalhar, o que pensa o cliente, a realidade lá fora para pensar na profissão”, completou

Acadêmicos

O acadêmico do segundo período de ADS, Josivan Pereira da Silva, destacou que as aulas de empreendedorismo serão fundamentais para que ele se torne um empresário de sucesso. “Eu vou aprender mais, vou pensar no futuro e vou antecipar os passos na minha área de qualificação”, afirmou. “Não vou ter muita perda financeira porque já vou poder pensar numa forma de corrigir os erros futuros”, concluiu.

Já para Laynus Sousa da Silva, do quarto período de Administração, a disciplina de Empreendedorismo vai funcionar como uma complementação do curso. “A gente vê muita teoria, mas na hora de por na prática, às vezes a gente fica um pouco perdido. Essa parte prática vai me preparar para possíveis situações reais que podem acontecer”, destacou o aluno.

Exercício

Sob a coordenação da professora Ângela Morais, os alunos foram desafiados a desenvolver uma estratégia de entrega de brinquedos sem vendas ou doações. A turma foi dividida em três grupos e cada um deles precisou criar uma campanha com jingles, marketing, entre outros projetos. “Eles precisam pensar em grupo, ir além do que já conhecem, buscar novos caminhos, algo que ainda não foi usado. Isso fará com que eles se destaquem no mercado no futuro”, observou a professora.

Nível nacional

A metodologia desenvolvida pelo Sebrae na educação empreendedora é um projeto de longo prazo, aplicada a nível nacional, desde o ensino fundamental até o ensino superior. Em julho, os professores de todos os cursos da FACIT receberam um treinamento especializado do Sebrae para trabalhar o empreendedorismo nas disciplinas.

O analista técnico do Sebrae reforçou que, a partir dessas aulas, os acadêmicos terão conhecimento dos comportamentos que fomentam o empreendedor a ter um caminho de sucesso. “Nós visualizamos que muitas empresas têm sucesso, muitas pessoas têm sucesso, muitas ganham muito dinheiro, muitas tem resultados positivos. O empreendedorismo tenta explicar e mostrar qual é o comportamento que essas pessoas têm”. 



Fazer um comentario