Fórum discute conscientização ambiental em Araguaína

Fórum discute conscientização ambiental em Araguaína

O objetivo foi demonstrar a responsabilidade de cada um em relação ao lixo produzido e de que forma pode-se evitar que o lixo pare nas bacias da região

 

A Prefeitura de Araguaína é parceira no 1º Fórum Socioambiental de Resíduos Sólidos da Bacia Hidrográfica dos Rios Lontra e Corda. Com a participação de cerca de 60 multiplicadores da região, o evento acontece no Tatersal do Parque de Exposições, durante todo esta terça-feira, 20, com o objetivo de discutir a responsabilidade social de cada cidadão em relação aos resíduos sólidos produzidos.

O fórum reúne representantes dos municípios de Ananás, Angico, Aragominas, Araguaína, Araguanã, Babaçulândia, Carmolândia, Darcinópolis, Piraquê, Riachinho, Wanderlândia e Xambioá, bem como membros do Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Lontra e Corda, composto por órgãos públicos e organizações não–governamentais (ONGs).

Presidente do comitê, Agreste Bonival destaca que após o evento os membros da organização percorrem os municípios a fim de divulgar os resultados do fórum. “Queremos despertar nas pessoas que o papel de bala jogado despercebidamente nas calçadas e ruas vai causar um grande impacto ambiental em nosso corpo hídrico”, afirmou Bonival, acrescentando que os debates foram sugeridos em reuniões do comitê.

O evento é promovido pelo poder público, sociedade civil organizada e empresas que utilizam a água dos rios no processo industrial. Um dos participantes, Abrão Jorge Neto, idealizador da  ONG Guardiões da Natureza, trata a questão da preservação ambiental com certa urgência. “Com tanta coisa acontecendo, a sociedade precisa acordar que o futuro de nossos filhos e netos está sendo prejudicado e o meio ambiente é uma responsabilidade de todos nós”, alertou.

Lontra

Segundo o diretor de Fiscalização e Monitoramento Ambiental da Secretaria do Planejamento, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Aníbal Neto, o objetivo é discutir a preservação e manutenção das principais bacias e microbacias do Município e da região, em especial o Rio Lontra, que nasce no Município de Araguaína. Para ele, Araguaína está fazendo o ‘dever de casa’ de cuidar das bacias. “Temos mais de 130 nascentes e mais de 16 córregos de porte considerado que cruzam o perímetro urbano de Araguaína e dão origem ao lago”, disse.

Conforme Neto, é nossa obrigação manter e preservar aquele que é um de nossos maiores patrimônios e cartão postal: o Lago Azul. “Temos que lembrar também que a área de preservação ambiental (APA) das nascentes de Araguaína visa proteger as águas e mananciais para, num futuro próximo, utilizarmos água para a população do Município”, finalizou o diretor.

(Weberson Dias/Foto: Marcos Filho)



Fazer um comentario