IBGH assume Unidades de Saúde de Araguaína

IBGH assume Unidades de Saúde de Araguaína

A partir do dia 1º de novembro, o IBGH começa a gerir o Hospital Municipal de Araguaína, o Ambulatório de Especialidades e a UPA

O Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH) traz para Araguaína o que há de melhor em atendimento à saúde. Gestão eficiente e atendimento ágil. Os mesmos princípios que já são sucesso no Hospital  Estadual Ernestina Lopes Jaime, em Pirenópolis, GO.

Assume no dia 1o de novembro de 2015 o atendimentos das três unidades de saúde do município que agora passam a ser geridas pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH): Hospital Municipal de Araguaína, Ambulatório de Especialidades e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A população de Araguaína vai experimentar um jeito novo de ser atendida. Já está em fase de implantação o sistema que vai informatizar todo o atendimento na UPA, no Hospital Municipal e no Ambulatório de Especialidades. Um moderno sistema vai interligar todas as áreas das unidades de saúde e vai gerar no atendimento inicial um prontuário eletrônico. Esse procedimento vai fazer a classificação dos pacientes pelo risco, melhorar o tempo de atendimento e, como consequência, reduzir o tempo de espera.

Com a chegada do IBGH todos funcionários estão participando de seleção interna, todos aqueles que tiverem interesse serão contratados no dia 1 de novembro de 2015 e terão seus salários mantidos e todos os direitos trabalhistas garantidos pelo Instituto a partir desta data. Apenas não vão continuar aqueles não manifestaram interesse em permanecer prestando serviço nas unidades de saúde.

As equipes técnicas das três unidades estão prontas e preparadas para atender a população. O atendimento não será interrompido e as equipes já estão trabalhando na transição há mais de uma semana.

O IBGH tem um histórico de sucesso de melhoria na qualidade de atendimento e nos serviços prestados e assume o compromisso de garantir à população de Araguaína a excelência de seus serviços.

Horário de funcionamento

Os horários de funcionamento permanecem os mesmos em todas as unidades.

Sobre o IBGH

O Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH) atua na gestão de unidades de saúde pública na forma de Organização Social em Saúde (OS). As finalidades do IBGH são de caráter social. O Instituto entende que a busca pela excelência em atendimento está relacionada diretamente com a padronização e implementação dos protocolos clínicos e gerenciais multidisciplinares de atenção à saúde que estabelecem procedimentos técnicos e que alcancem e estimulem a saúde do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).

O modelo de gestão implantado nas unidades geridas pelo IBGH tem como visão uma gestão contemporânea baseada em indicadores e cumprimento de metas qualitativas e quantitativas que estimulam a prática de cogestão dos processos de trabalho e ouve todos os envolvidos no atendimento prestado, tendo como fim a satisfação do usuário e do profissional da área de saúde.

O Instituto segue também as diretrizes que constam da Política Nacional de Humanização (PNH), criada pelo SUS, e que tem como missão transformar os modelos tradicionais de gestão e atenção à saúde em práticas de administração que ouçam o usuário da rede pública respeitando as diferenças sociais, regionais e culturais.

Hospital Estadual Hernestina Lopes Jaime, Pirenópolis, GO

Desde setembro de 2014, o Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), assumiu a gestão da Unidade em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Estado de Goiás, proporcionando maior celeridade aos processos de aquisição e contratação de profissionais especializados ao Hospital, o que trouxe melhorias aos usuários.

Novos procedimentos foram disponibilizados assim como exames complementares que geraram um aumento expressivo de atendimentos. As melhorias implantadas são constatadas quando analisado o comparativo dos números dos procedimentos realizados pela gestão atual e anterior, que praticamente dobraram, passando de 63.449 procedimentos para 121.459, em um comparativo de dez meses, o que colabora para desafogar o fluxo de pacientes do interior que procuram a rede de saúde de Anápolis e de Goiânia, capital do estado de Goiás.

O Hospital ampliou o quadro de colaboradores, destacando-se a contratação de médicos especialistas, psicólogo, assistente social, fisioterapeuta dentre outros, que reforçaram as escalas de trabalho de diversos Setores da Unidade, principalmente aqueles ligados ao Pronto Socorro. Tem investido maciçamente em treinamentos e capacitações de suas equipes técnicas, seja no aperfeiçoamento dos atendimentos e protocolos de urgência/emergência ou ao auxílio clínico, ressaltando sempre a excelência no atendimento prestado aos usuários que procuram os seus serviços.

(Letícia Oliveira)



Fazer um comentario