Araguainenses contam com práticas gratuitas de yoga

Araguainenses contam com práticas gratuitas de yoga
As aulas, ofertadas em parceria com a Prefeitura, acontecem na Casa da Cultura, sempre aos domingos. Estudantes, profissionais e crianças buscam na prática equilíbrio e saúde
Apenas sons de pássaros, cachoeiras… é o que se ouve quando se chega à aula de yoga. A paz tranquiliza até mesmo quem está apenas a observar as práticas na Casa da Cultura, no Espaço Cultural Municipal. Ofertadas gratuitamente através do Projeto Yoga na Comunidade, em parceria com a Prefeitura, sempre nas tardes de domingo, hoje participam das práticas cerca de 40 pessoas em busca do equilíbrio emocional e físico. “Yoga é harmonizar o corpo com a mente e a respiração, através de técnicas de respiração, posturas de yoga e meditação”, explica o coordenador e professor do projeto, Luiz Tupiniquim.

As aulas, que começam sempre às 16 horas, são realizadas há dois anos. Mais de cem pessoas já participaram do projeto em Araguaína. O objetivo, segundo o coordenador, é levar qualidade de vida, saúde e dar a oportunidade de acesso a uma atividade que tem custo caro à comunidade. “Hoje uma aula de yoga custa R$ 200. Com a oferta gratuita, todos têm a oportunidade de alcançar os benefícios que a yoga proporciona”, completou.

Segundo o coordenador, podem participar pessoas a partir de cinco anos de idade. “A única orientação é que as crianças devem estar acompanhadas dos pais e quem tem problemas físicos deve avisar para que a prática seja diferenciada”, explicou Tupiniquim, acrescentando que, para a prática, as pessoas devem ir com roupas leves e ter um protetor para o chão.

A estudante de Direito, Larissa Duarte, tem se preparado para realizar duas provas na Defensoria Pública e na Universidade Federal do Tocantins. Há dois meses, ela busca nas aulas de yoga o controle do corpo e da mente. “A yoga tem me ajudado bastante, como tenho buscado estudar, ela tem me dado equilíbrio, concentração, e tem me influenciado bastante”, apontou a estudante.

Ela ainda citou os benefícios físicos da prática. “Na parte física, ela modela o corpo. Já fiz outros exercícios, como musculação e natação, mas como estou com pouco tempo disponível, procurei um único exercício completo, que trabalhasse corpo e mente, postura e equilíbrio”, pontuou.

Para a estudante, a oferta gratuita do projeto influencia outras pessoas a conhecerem as técnicas e saírem do sedentarismo. “O projeto é bastante interessante, pois influencia as pessoas a desenvolverem melhor sua saúde e seu desempenho pessoal”, finalizou Larissa.

(Thatiane Cunha/Foto: Marcos Filho)



Fazer um comentario