Prefeitura amplia creche do Costa Esmeralda e aumenta mais 230 vagas

Prefeitura amplia creche do Costa Esmeralda e aumenta mais 230 vagas
Unidade atendia 270 crianças; a partir desta ampliação, vai atender 500 no próximo ano

Nesta sexta-feira, às 9 horas, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, entregou a ampliação do Centro Educacional Cora Coralina, no Residencial Costa Esmeralda. A creche foi inaugurada em maio do ano passado e devido à necessidade de aumentar ainda mais número de vagas para atender a demanda das crianças que moram no local, ampliou mais seis novas salas na unidade.

Quando foi entregue para a comunidade, a creche contava com cinco salas de aula e atendia 270 crianças. Com a construção de mais seis salas, a unidade vai contar agora com 11 salas e passar a atender 500 crianças de seis meses a cinco anos. O investimento para a ampliação foi de R$ 188 mil, com recursos vindos do Tesouro Municipal.

“Essa creche já é nos padrões que a gente está entregando. A climatização ocorrendo, os espaços para as crianças”, comentou o prefeito.

Estiveram presentes na solenidade de ampliação da creche, o secretário municipal da Educação, Jocirley Oliveira; presidente da Câmara Municipal, vereador Marcus Marcelo; demais vereadores e secretários municipais, além da gestora da unidade, Marzonete Duarte Silva; e os profissionais da educação.

Horário das creches
Dimas aproveitou o momento para esclarecer para a comunidade e para os profissionais da educação sobre os horários de atendimento das creches. A partir do próximo ano, as creches vão atender em dois períodos, ampliando o número de vagas ofertadas para as crianças que estavam na fila de espera.

O prefeito destacou sobre o aumento no número de vagas ofertadas nos centros educacionais infantis, conhecidas popularmente como creches. “Ao longo de 53 anos, tinha 5.800 crianças nas nossas creches. Em três anos, a gente praticamente dobrou esse atendimento. No ano que vem nós ofertaremos mais de dez mil vagas”, pontuou.

Dimas informou que no próximo ano, mais outras cinco unidades entrarão em funcionamento. “Mesmo assim, com todas essas creches sendo construídas, ainda não foi o suficiente para atender essa demanda reprimida, durante anos e anos”, explicou.

Segundo o Ministério Público Estadual, são sete mil crianças na fila de espera; mas de acordo com os dados do Município, são quatro mil. “Qual é a alternativa? As 4.500 vagas criadas não foram suficientes. Precisamos abrir mais outras quatro mil. Não temos condições de quatro mil. Mas temos condições de colocar as crianças que estavam em dois turnos, ficarem em um turno e abrindo o mesmo número de vagas para esses que não estão nas escolas, creches”, esclareceu o prefeito.

“Por determinação do Ministério Público, por determinação judicial e pela própria força da legislação federal que obriga o Município a fazer atendimento a todos os pais que quiserem matricular seus filhos nas escolas, é que nós estamos abrindo essa possibilidade”, afirmou Dimas.

Comunidade
A dona de casa Leonilda Maria Gomes tem dois filhos, sendo que a mais velha tem três anos, Jenifer Lorrane, e está na expectativa de colocar a menina na creche. “Tô com a expectativa de colocar ela aqui na creche. Porque a gente precisa, para as crianças desenvolver mais, vou ter a oportunidade dessa vez”, disse ansiosa Leonilda.

A auxiliar de serviços gerais Sâmia Moreira Campos destacou a importância da ampliação da unidade para o setor e, principalmente, para as mães. “A demanda aqui é muito grande, o número de famílias é muito grande. Então tendo em vista pela necessidade, está maravilhoso, estava precisando mesmo”, disse Sâmia.

Investimentos na Educação
A atual gestão vem investindo cerca de 40% do orçamento na Educação, mais do que o Ministério da Educação recomenda. Estão em construção 10 unidades de ensino, entre escolas e creches.

Entre as creches, estão sendo construídas no Monte Sinai, Novo Horizonte, Nova Araguaína e Residencial Lago Azul, três estão previstas para serem entregues no próximo ano. Já escolas, tem sete em construção: uma no Residencial Lago Azul, de tempo integral; outra escola de tempo integral na Vila Azul; uma escola no Setor Araguaína Sul II; outra no Monte Sinai e três escolas nos assentamentos Manoel Alves, Pilões e Assentamento Paraíso.

Outras unidades foram reformadas, ampliadas e algumas reconstruídas: um total de 15. As creches dos setores Costa Esmeralda, Araguaína Sul II e Vila Azul e a escola e a creche do Setor Costa Esmeralda foram construídas e entregues nesta atual gestão.

Com este investimento, a oferta na Rede Municipal de Ensino saltou de 11 mil em 2013 para 18 mil novas vagas em 2015. Em 2013, o número de creches 24 unidades; neste ano passou para 27, e mais três serão entregues em 2016, passando para 30 unidades.

Hoje mais de 11 mil alunos estão matriculados no ensino fundamental. Para 2016, a previsão é de aumentar esse número para 12.500 alunos.

(Joselita Matos/Fotos: Marcos Filho)



Fazer um comentario