Prefeitura consegue autorização de convênio para obras do Anel Viário

Prefeitura consegue autorização de convênio para obras do Anel Viário

Autorização foi dada após reunião com o ministro dos Transportes. Obra tem aproximadamente 25 km de extensão e será construída na zona urbana de Araguaína

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, juntamente com o senador Vicente Alves (PR) e o deputado federal Vicentinho Júnior (PR), se reuniu na manhã desta terça-feira, 1º de março, com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, em Brasília. A reunião foi para solicitar o empenho e a liberação de recursos na ordem de R$ 15.867.261,00 em dotação inicial, para a construção do Anel Viário de Araguaína.

Dimas apresentou ao ministro o projeto básico de engenharia da obra de construção do anel viário (custeado pela Prefeitura), o qual será analisado junto à Superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Tocantins.

O prefeito comentou sobre a importância desta obra para a cidade. “Essa obra é extremamente importante para Araguaína. Vai tirar um fluxo das avenidas Filadélfia e Castelo Branco, que são caminhões pesadíssimos e que hoje cruzam a cidade, rumo à ferrovia, rumo ao Nordeste brasileiro, e também no sentido contrário, rumo à BR-153”, explicou.

De acordo com Dimas, o balanço da reunião com o ministro foi bastante positivo para o Município. “O ministro nos recebeu extremamente bem. Foi uma muito positiva. Os projetos estão sendo doados pelo Município para o Governo Federal. O compromisso é publicar a licitação o mais breve possível, que a gente espera que aconteça ainda no mês de março”, informou o prefeito.

Também participaram da audiência o diretor-executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre/DNIT, Gustavo Adolfo, e o assessor do Ministério dos Transportes, Eduardo Praça.

Apoio do senador
O senador Vicentinho Alves parabenizou a equipe do Município e também o prefeito na elaboração dos projetos, o que está antecipando fases para o início da obra. “Ressalto aqui o grau de organização do prefeito Ronaldo Dimas. Ele já trazer de pronto os projetos do Anel Viário, que hoje já está autorizado pelo ministro”, comentou o senador.

“O ministro Antônio Carlos Rodrigues autorizou o convênio para que a Prefeitura doe ao Ministério os projetos, junto à Superintendência do DNIT no Tocantins, para que, logo em seguida, sejam realizados os preparativos para a licitação e o início da obra”, pontuou o senador.

“A equipe da Prefeitura e o Ronaldo já de pronto antecipando etapas, entregando esse projeto super bem confeccionado, isso faz com que diminua o prazo pela frente”, destacou.

“O próximo prazo depois da assinatura do convênio já será a elaboração e os preparativos para a licitação e o início da obra tão importante para Araguaína que é o anel viário”, finalizou o senador Vicentinho Alves.

Anel Viário
A obra, prevista para ter aproximadamente 25 km de extensão, será construída em torno de toda a zona urbana da cidade. O objetivo é de desafogar o trânsito de veículos pesados – ônibus e caminhões – fazendo a ligação da BR-153 com as rodovias estaduais.

Além disso, o Anel Viário vai disciplinar a ocupação da cidade, protegendo as áreas de preservação ambiental. Em 2014, Dimas, juntamente com o senador Vicentinho Alves, se reuniu com o então Ministro dos Transportes, César Borges, em Brasília, para tratar sobre a realização da obra, momento em que se comprometeu a realizar o projeto básico.

Depois de todo o trâmite legal – elaboração do termo de referência, elaboração do edital de licitação, processo licitatório, contratação e ordem de realização do projeto – o projeto agora será doado ao DNIT, cumprindo o compromisso firmado.

A obra total está orçada em R$ 150 milhões, aproximadamente. O senador Vicentinho Alves e o deputado federal Vicente Júnior comprometeram-se junto ao ministro Antônio Carlos e ao prefeito Ronaldo Dimas a destinarem os recursos complementares à total execução do Anel Viário no Orçamento Geral da União do próximo ano.

(Joselita Matos/Foto: Edsom Leite/Ascom GAB MT)



Fazer um comentario