Agentes de saúde recebem treinamento para digitalizar e agilizar atendimento

Agentes de saúde recebem treinamento para digitalizar e agilizar atendimento

Equipamento substituirá pranchetas e será usado para cadastro das famílias, facilitando o acesso a atendimentos como agendamento de consultas

Agentes comunitários de saúde (ACS) de Araguaína vão trabalhar com tablets. Os dados que eram preenchidos a mão passam a ser operados por um sistema, o que facilitará o trabalho desses profissionais e agilizará o atendimento às famílias. Na última segunda-feira, durante todo o dia, os ACS passaram por treinamento para manuseio e operação do sistema.

De acordo com a analista Camilla Corraza, da empresa Publica Soluções, que coordena o projeto junto à Secretaria da Saúde, o processo é simples e eficaz. “Os agentes não vão ter dificuldades visto que é um questionário, o mesmo que eles já preenchiam em fichas, só que mais atualizado e com toda a praticidade”, disse.

O sistema implantado nos tablets é o Betha. O cadastro do moradores é realizado pelos agentes pelo sistema E-SUS do Ministério da Saúde. O aparelho permite que os agentes encontrem os moradores que já estão cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS); se eles não tiverem, o cadastro é realizado na hora pelos agentes.

Agentes
Raimundo Neto de Almeida, que trabalha há 15 anos na área, não vê a hora de chegar nas residências com o tablet nas mãos. “Estou bastante ansioso. Acredito que a ferramenta irá facilitar ainda mais nosso trabalho”, disse.
Para Patrícia Soares de França é uma conquista. “A nova ferramenta é um estimulo, além de colaborar com o trabalho irá agilizar, teremos mais tempo para visitarmos mais residências, e isso faz com que ficamos mais felizes”, pontuou.

Foram adquiridos 650 tabletes, os 300 agentes do Município irão receber nesta primeira etapa, em seguida, os Agentes de Combate de Endemias (ACE) também irão receber o equipamento.

Tablets

Os tablets foram adquiridos com recursos próprios do Município. Os ACS vão receber os tablets e posteriormente serão os agentes de combate a endemias.
Com a ferramenta, os agentes também podem acompanhar através do sistema programas como pré-natal, hiperdia, imunização e outros.  Pelo Sistema Fly-Saúde, que também faz parte do programa, a comunidade poderá acompanhar agendamentos de consulta, entrega de medicamentos e outros.

(Gláucia Mendes/Foto: Marcos Filho)



Fazer um comentario