Ação da Prefeitura e Exército na Praça das Bandeiras reúne várias escolas

Ação da Prefeitura e Exército na Praça das Bandeiras reúne várias escolas

As ações continuarão pela cidade até amanhã, sexta-feira. Um minilabirinto para as crianças passearem trouxe informações do mosquito e um combate fictício delas contra o Aedes, no final

Ação exercito Marcos FIlho 04 500 Ação exercito Marcos FIlho 03 500
Ação exercito Marcos FIlho 02 500 Ação exercito Marcos FIlho 01 500

A Prefeitura de Araguaína, por meio da Secretaria da Saúde, o Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (Itpac) e o Exército Brasileiro – batalhões Infantaria 50-Biz, de Imperatriz (MA), e 23ª Brigada de Infantaria de Selva, de Marabá (PA), estiveram hoje na Praça das Bandeiras com tendas específicas de informações sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti. Crianças de seis escolas municipais entraram em um minilabirinto fictício, que contava toda a história e trajetória do mosquito, como identificá-lo e no final, encenaram o combate contra ele.

Praça das Bandeiras
Canhões estavam expostos na Praça das Bandeiras e, segundo o tenente-coronel Vargas Rodrigues, não era por acaso. O atrativo no imaginário da criança faz parte da ação que busca trazer a ideia de guerra e força no combate ao mosquito Aedes aegypti.

Vargas considera que a parceria com a Prefeitura está um sucesso. “Percebemos que as pessoas já estão recebendo uma série de informações, e nosso público-alvo são as crianças, por isso tantos atrativos, são elas que possuem esse desdobramento em casa e por onde passam”, destacou.

Nas tendas, profissionais do Exército e da Saúde falaram um pouco sobre os sintomas, as prevenções, e distribuíram livretos e revistinhas com informações de como interromper o ciclo de vida do mosquito com apenas alguns minutos de atenção e conscientização.

Minilabirinto Aedes aegypti
Uma tenda que chamava a atenção de todos que passavam, era a do minilabirinto fictício, o qual as crianças entravam em pequenos grupos, para passear por etapas que contavam a história do mosquito Aedes aegypti. 

A partir do caminho, as crianças tinham contato com a trajetória do mosquito e como cada etapa da vida dele poderia ser combatida com cuidados mínimos. No final do passeio, as crianças borrifavam com uma bomba um personagem do mosquito  escondido dentro de uma caixa d’água, o qual reforçava a ideia de que os cuidados devem ser periódicos para que ele não se manifeste.

A estudante Wyrlla Oliveira, do quarto ano da Escola Municipal Tereza Hilário, conta que nunca tinha visto um canhão de guerra de perto. A menina conta, com as bochechas pintadas de verde, que a ação contra o mosquito começa nos detalhes. “É observar a água parada né, as plantas de casa, tomar cuidado com lixo, virar as garrafas”, disse.

CEI Mãe de Deus
Nesses três dias, as ações também acontecem nas redes de ensino pela manhã e à tarde. Hoje, às 10 horas, a Creche Mãe de Deus recebeu a visita de profissionais do Exército e Saúde, que passaram um pequeno filme em desenho para crianças de 2 a 5 anos.

A creche também contou com a profissional Ana Cláudia, do Centro de Controle de Endemias do Município, que encenou um teatro de fantoches com as crianças, dando as informações do mosquito e dos cuidados de forma cômica e consciente.

A professora do segundo período, Vânia Coelho, disse que as crianças, apesar de serem pequenas, tem total consciência do que vem sendo repassado nas campanhas de combate contra o Aedes. “Queremos que eles cresçam com essa responsabilidade com o meio ambiente, posso te garantir que eles entendem que a limpeza é a prevenção dessa doença”, disse a professora.

Hanna Yasmim dos Santos, de apenas 5 anos de idade, contou: “Não pode deixar pneus cheios de água, por exemplo, porque o mosquito bota o ovo e fica vivo pra picar a gente, que adoece”.

Programação
Dia 14 (hoje)
7h às 17h: Palestra nas escolas municipais e competição de tiro no Clube do Tiro;
8h, 10h e 14: Escola Estadual João Guilherme Kunze, Escola Municipal Zeca Barros e CEI mãe de Deus, escola municipal Zeca Barros, Tomaz Batista;
7h30 às 17h: Combate ao Aedes – Centro, Eldorado, Jardim Paulista, Senador, Bairro São João, Tereza Hilário, Alto Bonito e Nova Araguaína;
8h às 18h: Pista de Combate à dengue, atividades cívico social e e exposição de materiais militares – Na Praça das Bandeiras e Praça do Setor Noroeste; Ás 11h e 17 horas no Colégio Militar, 15 horas próximo a Câmara Municipal e às 19 Horas na Praça do setor Noroeste – Tocata da Banda de Músicos do 50º bis;
19h: Palestra com membros do Clube de Tiro – auditório do Centro de Referência do Trabalhador (Cerest);
7h30 às 17h: Combate ao Aedes – Centro, Eldorado, Jardim Paulista, Senador, Bairro São João, Tereza Hilário, Alto Bonito e Nova Araguaína;
8h às 18h: Pista de Combate à dengue, atividades cívico social e e exposição de materiais militares – Na Praça das Bandeiras e Praça do Setor Noroeste; Ás 11h e 17 horas no Colégio Militar, 15 horas próximo a Câmara Municipal e às 19 Horas na Praça do setor Noroeste – Tocata da Banda de Músicos do 50º bis.
 
Dia 15 (sexta-feira)
7h às 17h: Palestra nas escolas municipais;
7h30 às 17h: Combate ao Aedes – Centro, Eldorado, Jardim Paulista, Senador, Bairro São João, Tereza Hilário, Alto Bonito e Nova Araguaína;
8h30 10h e 14h30: Colégio professor Ferraz, Arnon Ferreira, escola ASPA, escola Sancha Ferreira;
10h às 12h: no Mercado Municipal – Tocata da Banda de Músicos do 50º bis;
7h30 às 17h: Combate ao Aedes – Centro, Eldorado, Jardim Paulista, Senador, Bairro São João, Tereza Hilário, Alto Bonito e Nova Araguaína.
8h30, 10h e 14h30: Colégio professor Ferraz, Arnon Ferreira, escola ASPA, escola Sancha Ferreira.

 

(Fernanda de Alcantara/Fotos: Marcos Filho)



Fazer um comentario