Taxistas e mototaxistas solicitam combate urgente ao transporte clandestino

Taxistas e mototaxistas solicitam combate urgente ao transporte clandestino
Categoria de taxistas se comprometeu em realizar o transporte de passageiros, como “taxi-lotação”, com valor mínimo de R$ 3,00, até a regularização do serviço do transporte coletivo público urbano na cidade

Durante reunião realizada na noite desta quarta-feira, 25, com taxistas e mototaxistas da cidade, o prefeito Ronaldo Dimas autorizou a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AMTT) a emitir portaria regularizando temporariamente o transporte na modalidade “taxi-lotação” para os taxistas. Medida já está em vigor e terá validade até a entrada em operação de empresa que será contratada emergencialmente para realizar o transporte coletivo público urbano através de ônibus e micro-ônibus.

O presidente da Cooperativa de Taxistas de Araguaína (Coopertaxi), Gentil Silva, comentou durante a reunião que eles estavam à disposição para ajudar a Prefeitura neste momento tão delicado, mas que é inaceitável que os “clandestinos” realizem este tipo de serviço. A categoria solicitou combate imediato ao transporte irregular.

Dimas explicou aos presentes que está em permanente contato com empresas que têm demonstrado interesse em assumir o transporte coletivo público urbano, analisando detalhadamente junto com a AMTT as condições de cada uma. O prefeito lembrou também que paralelamente há uma licitação em andamento para o transporte coletivo.

Relembrou ainda todas as ações já realizadas desde 2013, tanto na reestruturação das ruas e avenidas da cidade, a criação da AMTT, a realização do concurso para agentes de trânsito e também a criação e instalação do pátio de guarda de veículos apreendidos.

Após essas informações, Dimas reafirmou e reforçou o combate ao transporte clandestino, tanto por motos como por carros não autorizados a fazerem este tipo de serviço. “A fiscalização será intensificada e o combate ao clandestino será firme, mas os taxistas precisam realizar o transporte. O apoio da categoria é fundamental”, destacou.

Os mototaxistas se comprometeram a ajudar no transporte e também estão autorizados a utilizar os pontos de ônibus.

Tarifa
Em Araguaína, são 270 taxistas e a expectativa é de que pelo menos a metade passe a realizar o transporte na modalidade “taxi-lotação”. A tarifa terá o valor mínimo de R$ 3,00.

(Joselita Matos/Fotos: Marcos Filho)



Fazer um comentario