Nutricionistas falam sobre alimentação em períodos quentes para pais e crianças do HMA

Nutricionistas falam sobre alimentação em períodos quentes para pais e crianças do HMA

A alimentação correta é fundamental para evitar doenças e até mesmo para auxiliar na recuperação após um problema de saúde. Neste período mais quente, então, ingerir os alimentos certos é mais que fundamental para garantir o bem estar de crianças e adultos.

Pensando nisso, no último dia 14, o Núcleo de Educação Permanente da Hospital Municipal de Araguaína promoveu uma palestra sobre nutrição durante o verão tocantinense para pais e crianças internadas na unidade.

As nutricionistas do hospital, Alinne Aurélio Carneiro e Rayana Oliveira Martins, explicaram para os pais que, neste período, a desidratação é mais frequente, por isso a ingestão de água, água de coco e sucos em pequenas porções ao longo do dia é o ideal.

Praias

Outro alerta foi com relação à intoxicação alimentar por causa do acondicionamento incorreto dos alimentos. “Isso acontece muito quando as famílias vão para as praias. O mais recomendado é levar a comida de casa, mas em bolsas térmicas ou isopores para manter o alimento fresco”, disse Rayana.

O ideal, segundo a nutricionista, é optar pelas frutas e evitar as frituras disponíveis nos restaurantes dos balneários.

Leonardo Câmara, pai da pequena Paola, de oito meses, entendeu o recado. “Não é qualquer comida que a gente pode dar para as crianças, por isso é bom a gente saber quais são os mais indicados, principalmente durante este calor”.

Alimentos para a pele

Os pais também receberam informações sobre os alimentos que, além de nutrir todo o corpo, ainda ajudam a proteger a pele da ação do sol.

“Frutas e legumes vermelhos, alaranjados e amarelos e verduras verde-escuras são ricos em betacaroteno, composto que reforça a elasticidade e tenacidade da pele”, explicou Alinne.

Outra dica importante é cozinhar os legumes para aumentar a capacidade de absorção dos nutrientes.

Mas as nutricionistas deixaram bem claro que todas as orientações não servem apenas para as crianças. “Os adultos também precisam seguir, principalmente as mães que estão amamentando, já que a alimentação delas tem impacto direto na dos bebês”, enfatizou Alinne.

(Foto: Ricardo Sottero)

Fazer um comentario