Abertas vagas para cursos profissionalizantes gratuitos em Araguaína

Abertas vagas para cursos profissionalizantes gratuitos em Araguaína
Estão sendo ofertados cursos de cabeleireiro, pintura de tecidos, biscuit, crochê, panificação e bordado a mão. Todas as turmas devem iniciar em agosto

As inscrições para novas turmas de cursos profissionalizantes gratuitos estão abertas na Secretaria da Ação Social, Trabalho e Habitação e no Centro de Geração e Renda de Araguaína. Ao todo, são seis cursos que terão início em agosto.Para se inscrever, os interessados devem levar documentos pessoais e comprovante de endereço, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

No Centro de Geração e Renda, localizado na Rua Primeiro de Janeiro, nº 1800, centro da cidade, estão sendo ofertados os cursos gratuitos de pintura de tecidos e biscuit, com turmas pela manhã, e a tarde de crochê, panificação e bordado a mão. Serão 15 pessoas por turma, as aulas estão previstas para iniciar dia 1º de agosto, no próprio centro.

Na Secretaria da Ação Social, Trabalho e Habitação, estão abertas as inscrições para novas turmas de curso de cabeleireiro para homens e mulheres, com inicío de turmas em agosto. A secretaria fica localizada na Rua Humberto Campos, nº 58, no Bairro São João.

Certificação
Mais de 20 mulheres receberão os certificados do curso de cabeleireiro amanhã, 20, às 9 horas, na sede da Secretaria da Ação Social, Trabalho e Habitação. Foram três meses de curso e dedicação de cada uma das participantes, que com mãos habilidosas aprenderam passo a passo como cuidar dos cabelos. Agora já qualificadas podem obter uma renda extra e ajudar às famílias.

A dona de casa Madyane Rocha Santana contou que logo no início do curso se especializou nas escovas. “Comecei a fazer nas amigas e antes mesmo do curso terminar já estava ganhando dinheiro. Estou muito feliz, agora tenho uma profissão”, disse.

A cabeleireira e esteticista Kátia Cristina Silva destacou que as participantes aprenderam além de escovas a hidratar os cabelos e outros procedimentos estéticos. “Colorimetria, corte, penteados e tratamentos específicos para cada tipo de cabelo. Elas já podem atuar no mercado de trabalho”, ressaltou.

(Gláucia Mendes/Fotos: Marcos Filho)



Fazer um comentario