1ª pesquisa eleitoral registrada confirma: Valderez lidera intenções de voto com 30,16%

1ª pesquisa eleitoral registrada confirma: Valderez lidera intenções de voto com 30,16%

A candidata a prefeita de Araguaína, Valderez Castelo Branco (PP), aparece em 1º lugar na pesquisa eleitoral divulgada nesta quinta-feira, 1º, pelo Instituto Stylo. Com 30,16% das intenções de voto, a ex-gestora do município confirma preferência do eleitorado de Araguaína. O registro da pesquisa pode ser conferido no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por meio do nº TO – 05915/2016.

Em segundo lugar aparece o atual gestor, Ronaldo Dimas (PR), com 21,64%, seguido pelo candidato, Olyntho Neto (PSDB), com 12,16%. Paulo Roberto (PPS), Ely do Pró-Vida (REDE), Charlles Pita (PEN), e Professor Mayst Maia (PSOL), contam, respectivamente, 5,23%, 1,13%, 0,85% e 0,57% das intenções de voto.  Já 28,26% dos entrevistados, não souberam ou não quiseram responder em quem votariam.

A pesquisa eleitoral possui margem de confiança de 95% e de erro 3,5%, para mais ou para menos. No total, 700 eleitores de Araguaína responderam ao questionário, que foi aplicado entre os dias 26 a 28 de agosto.

De acordo com Valderez, esse resultado reflete o sentimento e o carinho que ela tem recebido do eleitorado em suas caminhadas e reuniões. “Estamos levando as nossas propostas, reforçando o compromisso de cuidar da nossa gente novamente e de reaproximar a gestão do povo. Vamos continuar respeitando os nossos adversários, respeitando o processo democrático e levaremos cada vez mais ao araguainense os nossos projetos, as nossas fortes parcerias e a garantia de que faremos de Araguaína um lugar melhor para se viver”, declarou. 

Rejeição

O mais rejeitado entre os candidatos é o atual prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR). Dos entrevistados, 42,67% disseram que não votariam novamente no gestor municipal. De acordo com o Instituto Stylo, foram ouvidos moradores das regiões sul, norte e centro. Dos entrevistados, 61,4% são do sexo masculino e 38,6% do sexo feminino.

(Eduardo Azevedo)



Fazer um comentario