Detran apura casos de falsificação de documentos para emissão de Carteiras de Habilitação

Detran apura casos de falsificação de documentos para emissão de Carteiras de Habilitação

O Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO), por meio da gerência do Núcleo de Inteligência, está apurando possíveis casos em que determinadas pessoas utilizaram de documentação falsificada para solicitar a emissão de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). De acordo com os investigadores, dois casos já foram comprovados e cinco, passam por apuração.

Os dois casos de falsificação de documentos foram comprovados quando os verdadeiros titulares dos prontuários de CNH buscaram pelo serviço de Renovação do documento junto aos Detrans dos Estados onde residem, e foram informados de que os prontuários haviam sido transferidos para o Tocantins. Ao alegarem que nunca tinham pedido a transferência de jurisdição, os condutores solicitaram a apuração dos fatos.

Foi encerrada a fase de investigação de alguns processos por parte do Detran, e estes foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, para a responsabilização criminal dos autores, por meio da abertura de inquérito policial. Os outros casos continuam a ser investigados.

Os Detrans entraram em contato com o Detran do Tocantins e, assim, o Núcleo de Inteligência do órgão começou a levantar informações sobre o caso,  constatando a falsificação de RGs (documento de identidade), bem como a identificação dos autores. O Detran aguarda a finalização dos processos, para tomar, administrativamente, as medidas enérgicas necessárias referentes aos casos.

Combate a fraudes

Por meio do Núcleo de Inteligência, o Detran Tocantins trabalha para combater qualquer tipo de fraude ou falsificação, por meio do monitoramento diário de todos os setores do órgão. As empresas credenciadas também são acompanhadas, para evitar desvios de conduta. Os investigadores trabalham com o intuito de barrar pessoas com intenções criminosas que praticam vários atos, como por exemplo, a falsidade ideológica.

(Fabiana Nogueira e Umbelina Costa/Foto: Félix Carneiro)

Fazer um comentario