Pacientes do HMA aprenderam a levar a higiene bucal mais a sério

Pacientes do HMA aprenderam a levar a higiene bucal mais a sério

Na semana do Dia do Dentista (25 de outubro), foram os pacientes do Hospital Municipal de Araguaína (HMA) que receberam informações valiosas sobre a forma correta de fazer a higiene bucal, principalmente nas crianças. Com o apoio do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do HMA, em um primeiro momento, dentistas da equipe do Hospital Regional de Araguaína (HRA) conversaram com os pacientes na ala de espera da unidade.

Os profissionais mostraram a forma correta de escovar os dentes e usar o fio dental com modelos em grande escala. Foi lembrado também que as escovas precisam ser lavadas e secadas antes de serem guardadas e que a substituição deve acontecer a cada dois ou três meses, ou quando as cerdas já estiverem abertas, com sinal de desgaste.

A dona de casa Ilza Fátima Peixoto de Carvalho estava atenta às orientações e garantiu que aprendeu tudo direito. “Descobri hoje o jeito certo de escovar o dente. Antes eu fazia de um lado para o outro. Agora sei que tem que ser de cima para baixo e de baixo para cima e escovar bastante a língua”.

Questão social

De acordo com odontóloga Sheila Márcia Dias Lima, a cárie é uma doença social e há toda uma questão sociocultural envolvida na higiene bucal. “A alimentação, hoje, é um dos grandes influenciadores. A cultura de uma dieta rica em açúcar é difícil de mudar nas famílias. 90% dos problemas bucais são preveníveis, por isso a higiene correta é fundamental”.

Uma informação que surpreendeu bastante os participantes da palestra foi o perigo que um problema bucal pode causar na saúde do corpo todo. “A maioria da população não imagina que uma dor de dente pode levar a um problema cardíaco. É a chamada endocardite bacteriana. E isso deixa as pessoas em alerta”, explicou o dentista José Henrique Martins.

Foco nas crianças

A outra linha de ação foi junto aos pais que acompanham as crianças internadas no hospital. As dentistas Fabiana Ferres Brogin Puerro e Carla Mendonça Silva, da Secretaria Municipal de Saúde, visitaram todas as enfermarias da unidade e falaram sobre a importância de criar a cultura da escovação nas crianças desde recém-nascido.

“É preciso transformar o ato em um momento prazeroso para a criança. Muitos pais começam a higienização bucal quando os dentes da criança estão nascendo e este é um momento de dor e desconforto para ela. Daí tem o risco de ela associar a escovação a algo ruim”, alertou Fabiana.

Uma das principais orientações foi sobre a limpeza nas crianças que ainda não têm dentes. “O ideal é usar uma gaze umedecida de leve na gengiva, bochechas e língua sempre depois que a criança mamar”, informou Carla.

Raquel Pereira de Sousa, mãe do pequeno Jayson, de um ano e nove meses, gostou do que ouviu e garantiu que o menino está no caminho certo. “Pra gente que não sabe muito, as informações foram ótimas. Mas meu filho já gosta de escovar o dente, ele mesmo pede. Ele tem um pouco dificuldade, né, mas aí depois eu ajudo”, disse.

 

(Foto: Ricardo Sottero)

Fazer um comentario