IBGH leva informações sobre riscos do câncer infanto-juvenil para pacientes do HMA

IBGH leva informações sobre riscos do câncer infanto-juvenil para pacientes do HMA

O dia 23 de novembro é lembrado como o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil e faz parte das ações do Novembro Dourado. Foi esta proposta que motivou o Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), por meio do Núcleo de Educação Permanente (NEP), a promover para mães de pacientes internados no Hospital Municipal de Araguaína (HMA) um bate papo produtivo e educativo sobre a incidência do câncer infanto-juvenil, ressaltando a importância de estar atento aos sintomas.

Durante a conversa na brinquedoteca da unidade, os pais aprenderam que doença de criança reincidente é sinal de alerta, pois não é normal que isso aconteça. Souberam também que o câncer infanto-juvenil é a maior causa de mortes por doença entre cinco e 19 anos, mas que, se for diagnosticado logo no início, tem 80% de chances de cura.

“Às vezes os pais veem os sintomas, mas acreditam ser uma virose ou doença branda, e acabam não dando muita importância. Esse encontro mostrou a eles que, a qualquer sinal de enfermidade, é preciso buscar um médico”, explicou a coordenadora do NEP, Samantha Vitorino Coelho.

Francisca Alves, mãe do pequeno José Augusto, ouviu atentamente todas as informações e garantiu que vai ficar de olho no filho. “Eu não sabia que uma manchinha na pele ou uma dor na barriga mais duradoura poderia ser um sinal de uma doença tão grave. Com certeza estarei mais atenta ao meu filho, e vou avisar todas as minhas vizinhas”, disse.

 

(Foto: João Neto)

Fazer um comentario