Novo equipamento de Radioterapia oferece qualidade no tratamento de pacientes com câncer

Novo equipamento de Radioterapia oferece qualidade no tratamento de pacientes com câncer




Preparada para ofertar atendimento humanizado aliado a equipamento de alta tecnologia e precisão, a Clínica Oncológica Irradiar  conta com um acelerador linear, que permitirá qualidade e segurança nos procedimentos de radioterapia.

Com parceria da Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins a clínica também vai atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) da Capital. Segundo o secretário estadual de saúde, Marcos Musafir, o serviço é bastante benéfico para a população e vai possibilitar agilidade nos serviços de radioterapia dos tocantinenses. “O valor dessa nova parceria é referente a tabela do SUS. Essa é uma concessão do Estado que permitirá atender um número grande de pacientes para tratamento”, comenta.

Em média 70 pacientes serão atendidos por dia com esse novo equipamento. Segundo o rádio oncologista, Ismar Rezende, montar um serviço de radioterapia tem um custo elevado, já que o equipamento não é fabricado no Brasil e são poucas clinicas que possuem o serviço. “O nosso acelerador linear possibilita mais doses no tumor, protegendo os órgão próximos, com segurança e certeza de alvo no tratamento. Temos em poucos locais máquinas com essa capacidade como São Paulo, Rio e Belém. São poucas as clínicas e hospitais que oferecem esse serviço com essa possibilidade técnica que nós implantamos em Palmas”, disse.

Capaz de destruir as células tumorais, a radioterapia com bons equipamentos é uma das mais poderosas armas no combate ao câncer e atua de maneira precisa no local da doença, assim evitando danos aos tecidos sadios do corpo.

Conforme o físico médico, Fábio Alves, é feita uma supervisão de rádio proteção para controlar a dose de radiação utilizada. “Controlamos a radiação para que ela atinja apenas as células tumorais, porque ela é tanto benéfica como maléfica e precisamos manusear adequadamente para termos bons resultados. Calculamos a dose de cada paciente individualmente para que esteja sempre adequada e, também fiscalizamos os equipamentos para que estejam sempre de acordo os paramentos nacionais”, explica.

Para a paciente, Neli de Souza, de 63 anos com essa novidade em Palmas quem ganha são os tocantinenses que podem confiar no tratamento ofertado. “Quando o médico disse que iria me transferir para o Maranhão eu fiquei bastante triste e até tentei enrolar o procedimento. Mas, logo em seguida o médico me chamou e disse que a clínica ia atender pacientes do SUS, fiquei com muita segurança e então comecei agilizar tudo para iniciar logo e só agora com garantia contei aos meus filhos e esposo. Vou começar a radioterapia porque sei que vai ser muito bom para minha recuperação”, finalizou.

Fazer um comentario