Prefeitura abre licitação para contratar empresa de transporte público coletivo

Prefeitura abre licitação para contratar empresa de transporte público coletivo




Prefeito Ronaldo Dimas manteve contrato emergencial com Viação Passaredo até seis meses; licitação foi realizada nesta segunda-feira, 16, mas nenhuma empresa se apresentou interessada no certame

 

Para manter a continuidade dos serviços de transporte público e que a população não sofra prejuízos, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, manteve o contrato emergencial com a Viação Passaredo para que a empresa continue atendendo aos usuários. A manutenção do contrato ocorre enquanto estiver em andamento a licitação para a contratação de nova empresa que assuma a concessão do serviço.

O prazo do novo contrato com a Passaredo iniciou dia 19 de dezembro e vai até seis meses, sendo que Município poderá rescindir a qualquer momento.

Licitação
A licitação ocorreu nesta segunda-feira, 16, mas nenhuma empresa se apresentou interessada no certame. Agora, a Comissão Permanente de Licitação (CPL) vai encaminhar o processo de volta para a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AMTT) para tomar as providências cabíveis.

Transporte clandestino
A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AMTT) intensificou o trabalho de combate ao transporte clandestino na cidade. Do dia 12 de dezembro até agora, quando foi intensificada a fiscalização com apoio das Polícias Militar e Civil, 14 veículos foram apreendidos fazendo transporte clandestino. 

O superintendente da AMTT, Sheldon Sá, orienta a população a não utilizar este tipo de transporte, que é crime. “A orientação para a população é que não se utilize desse tipo de transporte. Pois os mesmos não estão hábitos a fazer e muito menos preparados para transportar a população com segurança. É um risco usar o transporte clandestino. O combate a este tipo de transporte ficará mais intenso ainda”, destacou.

De acordo com o delegado da Polícia Civil Fernando Rivério Jayme, após a apreensão, é feito o Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e o motorista ou motociclista é autuado no art. 47 de contravenções penais, exercício ilegal da profissão. “O que se percebe é que tem um agrupamento de pessoas que estão atuando neste tipo de transporte clandestino, trabalhando de forma organizada e assiduamente”, declarou o delegado.

“A população também tem culpa nisso, pois tenta levar vantagem utilizando deste tipo de transporte clandestino. A população está se colocando em risco, pois não sabe se a pessoa é habilitada, não sabe a procedência da pessoa, se é habilitada”, completou.

Veículos e linhas
A Viação Passaredo manteve o mesmo número de veículos que estava operando na cidade para atender a população araguainense, no total de 20. A empresa vem operando com 13 linhas, sendo oito fixas e cinco temporárias.

A frota possui cinco veículos com acessibilidade para cadeirantes nas seguintes linhas: dois no Lago Azul 3; um no Vila Norte; um no Costa Esmeralda; e um no Jardim Paulista.

Tarifas
O valor da tarifa é R$ 3,25; para estudante R$ 1,62. As empresas que adquirirem Vale Transporte para os seus colaboradores, o valor fica em R$ 3,00.

Dúvidas
Os passageiros que tiverem dúvidas em relação às linhas que estão operando na cidade podem entrar em contato diretamente no telefone da empresa no seguinte telefone: 3415-4462. Ou podem fazer pessoalmente no Terminal das Bandeiras, localizado no centro da cidade, ou na garagem da empresa, instalado no Setor Parque Sonhos Dourados.

 

(Joselita Matos/Fotos: Marcos Filho)

Fazer um comentario