HDT-UFT adere ao movimento “Maio Amarelo” e realiza diálogo com especialista

HDT-UFT adere ao movimento “Maio Amarelo” e realiza diálogo com especialista




Com o intuito de alertar o trabalhador sobre o alto número de ferimentos e mortes no trânsito causados por acidentes, e sensibiliza-los com relação à prevenção, o Hospital de Doenças Tropicais da Universidade Federal do Tocantins (HDT-UFT), instituição filiada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) realizou diálogo com o especialista, Lessio Batista da Silva, Policial Rodoviário Federal na última sexta-feira (26), em Araguaína (TO).

A ação, realizada por meio da parceria entre o Serviço de Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho (SOST) e a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) concretiza a adesão do hospital ao “Maio Amarelo”, movimento internacional de conscientização, debate e avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão no trânsito.

Na ocasião, Silva falou sobre a importância dos motoristas reciclarem os conhecimentos sobre as leis de trânsito, realizou testes de alcoolemia com a participação de alguns voluntários para desmistificação de mitos e reforçou a importância da direção defensiva. “O correto é dirigir de modo a evitar acidentes, apesar dos erros dos outros condutores, e condições adversas do trânsito e do tempo, preservando a vida e o meio ambiente. O principal objetivo é a mudança de comportamento”, disse.

O técnico em enfermagem, Elielson Rocha foi um dos voluntários a participar do teste de alcoolemia após ingestão de bebida alcoólica e relatou um pouco sobre sua experiência. “Fiquei impressionado, mudei totalmente minha concepção sobre a quantidade de bebida que pode ser ingerida caso a pessoa for dirigir em seguida e cheguei à conclusão de que o ideal mesmo é não beber se for conduzir algum veículo”, finalizou.


 

(Daianni Parreira)

Fazer um comentario