Alunos de escolas municipais têm aula diferenciada sobre trânsito

Alunos de escolas municipais têm aula diferenciada sobre trânsito




Prefeitura abriu as portas de duas unidades para proporcionar aos alunos aulas de como se comportar nas ruas da cidade e aprender sobre as sinalizações; a parceria foi com o Projeto Itinerante Galera do DNIT

 

A importância de se usar cadeirinhas para crianças abaixo de cinco anos de idade; como dar o sinal que vai passar na faixa de pedestre; e os riscos de não usar o cinto de segurança. Isso todo motorista ou quem anda no trânsito deve saber, mas as crianças talvez não saibam sobre essas informações. Pensando nisso, a Prefeitura abriu as portas de duas escolas municipais, Casemiro Ferreira Soares e Olavo Bilac, para o Projeto Itinerante Galera do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.
 
Os alunos da Escola Municipal Casemiro Ferreira Soares participaram das aulas teórica e prática promovidas pela parceria e aprenderam muitas lições. Como o estudante Kaleb Fernandes Ribeiro, do 4º ano. Para ele o aprendizado foi muito importante porque o trânsito é muito perigoso para quem não respeita as suas normas.
 
“O trânsito é perigoso, pode matar muitas pessoas se não souberem usar a faixa de pedestre. Vou passar para os meus pais o que estou aprendendo aqui”, disse entusiasmado Kaleb.
 
Outra aluna que também participou da aula diferenciada foi Bruna Xiawaru, do 4º ano. “Achei muito legal. A gente tá aprendendo a andar na faixa de pedestre, aprendendo sobre o trânsito, dos cincos personagens no trânsito. Vou passar especialmente para o meu pai porque ele tem uma moto, pra respeitar o trânsito”, explicou Bruna.
 
Depois da parte teórica, os alunos andaram de bicicleta em uma minicidade montada no ginásio da escola, parando nos semáforos e nas faixas de pedestres, vivenciando na prática o que aprenderam na aula. Em outra parte da escola, os alunos participaram de uma brincadeira lúdica, onde um dado era jogado e eles tinham que andar em uma estrada cheia de informações sobre o trânsito. No final da brincadeira, cada um dos estudantes recebeu um kit que continha uma cartinha e o jogo em miniatura.
 
Ensinamentos para a vida
A diretora da escola, Lilma Nascimento, explicou que as crianças são primordiais nesse processo de educação para o trânsito. “Eles são os primeiros a fazerem o monitoramento da família no trânsito, eles fazem a orientação da família: ‘pai, não passa no sinal amarelo porque o sinal amarelo é atenção’, ‘mãe tem cuidado na hora de passar na faixa de pedestre’, então essas informações são interessantes fazer com a criança aprenda ainda pequena”, explicou a diretora.
 
O chefe de serviços de operações rodoviárias do DNIT/TO, José Roberto Mota, explicou o motivo da escolha de Araguaína em receber o projeto da instituição. “A cidade escolhida precisa estar lindeira, beirando a BR-153 que tem o maior movimento, no caso foi escolhida Araguaína por ser a maior cidade do Tocantins às margens da rodovia”, informou.
 
De acordo com Mota, o público-alvo são os estudantes do 1º ao 5º ano, porque eles estão começando a adentrar no trânsito. “Tudo que caracteriza o trânsito, os componentes do trânsito, o pedestre, o condutor, o ciclista, enfim o passageiro, todos os cuidados que eles devem ter no trânsito para evitar acidentes ou causar acidentes estamos repassando. E também estamos mostrando todos os dispositivos que existem de segurança pra isso: semáforo, faixa de pedestre, todas as sinalizações”.

 

(Joselita Matos/Fotos: Marcos Filho)

Fazer um comentario