Reitora na Unitins, Elizângela Glória, é enterrada em Porto Nacional

Reitora na Unitins, Elizângela Glória, é enterrada em Porto Nacional




O corpo da reitora da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) Elizângela Glória Cardoso, de 36 anos, foi enterrado na tarde deste domingo (25), em Porto Nacional. O cortejo saiu da casa da família às 16h30 em direção ao Cemitério Municipal, onde aconteceu o sepultamento por volta das 17h30. As informações da instituição.

O corpo da reitora chegou a Palmas no início da noite deste sábado (24). O velório aberto ao público foi realizado na sede administrativa da Unitins, por cerca de duas horas. Depois disso, a reitora foi levada para a casa dos parentes em uma propriedade na zona rural da capital.

A Unitins suspendeu as aulas em todas as unidades na próxima segunda-feira (26) e decretou luto oficial de sete dias. O governo do Estado decretou luto de três dias.

Entenda

A reitora da Unitins morreu na manhã deste sábado (24) no interior de São Paulo. Elizângela Glória estava internada no Hospital do Câncer de Barretos. Ela passava por tratamento e chegou a fazer uma cirurgia este ano.

Em nota, a Unitins lamenta a morte da reitora e informa que ela estava afastada das funções desde o final de março para um tratamento de saúde, por causa de um câncer. Nesta sexta-feira (23), o quadro de saúde agravou e ela não resistiu.

A reitora é professora da Unitins desde 2009. Ela era formada em Serviço Social, com especialização em Planejamento em Gestão de Projetos Sociais e em Gestão das Clínicas nas Regiões de Saúde. Era também Assistente Social efetiva da Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins (Sesau).

Na Unitins, já exerceu a função de coordenadora, sendo a primeira professora eleita pelo colegiado do curso de Serviço Social na modalidade Educação à Distância, para a função. Foi uma das líderes do Movimento Pró-Unitins na luta pela criação de cursos presenciais na universidade. Com experiência em projeto de extensão, Elizângela desenvolvia pesquisas na área da saúde e de políticas para crianças e adolescentes.

 

(Do G1, TO)

Fazer um comentario