Araguaína terá centro gratuito para castração de cães e gatos

Araguaína terá centro gratuito para castração de cães e gatos

O prédio está sendo construído no Setor Santa Terezinha, com previsão de entrega em novembro; o centro é o primeiro passo para instalação da primeira Clínica Veterinária Municipal do Tocantins

 

Com castração gratuita, Araguaína contará até novembro com o Centro de Esterilização para Cães e Gatos. O prédio está sendo construído no Setor Santa Terezinha e tem como objetivo o controle populacional dos animais para evitar o aumento de zoonoses (doenças de animais transmitidas para as pessoas) no Município.  O prefeito Ronaldo Dimas vistoriou a obra do centro na última quarta-feira, 19, onde verificou o andamento dos serviços, conferindo as instalações dos espaços necessários para receber os animais.

O centro de esterilização é o primeiro passo para a instalação da Clínica Veterinária Municipal, a primeira com atendimentos sem custo aos donos de animais no Estado do Tocantins. O projeto é do presidente da Câmara de Vereadores, Marcus Marcelo de Barros, e foi aprovado por unanimidade. O centro realizará os atendimentos vinculado ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Durante a vistoria, o prefeito estava acompanhado do presidente Marcus Marcelo e do secretário da Saúde, Jean Luís Coutinho.

Atendimentos

De acordo com o secretário, a criação do centro atende a Lei Municipal nº 2.958/2015.  “A lei estabelece parâmetros para atendimento dos animais e o controle será feito através da esterilização cirúrgica”, explicou.

As famílias que tiverem animais de estimação para ser atendidas gratuitamente no centro devem ter renda igual ou inferior a três salários mínimos. O animal deve ser cadastrado e o dono precisa comprovar que reside no Município.

O presidente Marcus Marcelo lembrou que animais podem transmitir doenças ao ser humano. Tem um grande número de cães e gatos soltos na rua, a nossa preocupação também é com doenças, como por exemplo a Leishmaniose Visceral, popularmente conhecida como calazar. É uma questão de saúde pública, queremos diminuir o número desses animais”, frisou.

Parcerias para estágios

O secretário Jean Luís Coutinho acrescentou que o centro também contará com a parceria de organizações não-governamentais (ONGs) e da Universidade Federal do Tocantins (UFT). “Os espaços serão adequados para que os acadêmicos do curso de Medicina Veterinária possam realizar estágios”, disse.

 

(Gláucia Mendes Fotos: Marcos Filho)

Fazer um comentario