Redutores de velocidade são instalados em pontos de mais acidentes em Araguaína

Redutores de velocidade são instalados em pontos de mais acidentes em Araguaína
Os oito aparelhos funcionarão em meados de dezembro nas avenidas José de Brito Soares, Filadélfia, Tietê e na Rua Primeiro de Janeiro, depois de avaliação do Inmetro

 

Após estudos de índices de acidentes em Araguaína, devido ao desrespeito à sinalização de trânsito, a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (ASTT) iniciou neste mês a instalação de oito novos aparelhos redutores de velocidade (radares) em cinco pontos da cidade. Cada aparelho fiscaliza duas faixas da rua. O objetivo da fiscalização eletrônica, que deverá funcionar em meados de dezembro, é evitar novos acidentes nesses locais.
 
Segundo dados do Serviço Móvel de Urgência (SAMU), em 2017, foram registrados em Araguaína até outubro mais de 700 acidentes, entre atropelamentos, colisões e capotamentos. “O nosso objetivo é salvar vidas. Nos quatro pontos onde já existem os aparelhos na cidade, os acidentes foram reduzidos a zero. Isso significa qualidade de vida e segurança. Quem já foi vítima ou perdeu parentes em acidentes sabe do que eu estou falando”, afirmou o presidente da ASTT, Fábio Astolfi.
 
É o caso da professora Érica Lima de Sousa, que sofreu um acidente em janeiro de 2016, na Avenida Tiradentes, no Bairro São João. “Eu estava voltando do trabalho pilotando a minha moto, às 17h30, quando um carro sem dar seta foi para a esquerda e de repente atravessou a pista para a direita. Foi quando aconteceu a colisão e fraturei meu joelho gravemente”, contou a professora.
 
Érica disse que a imprudência no trânsito fez sua vida mudar. “Para as pessoas que são imprudentes, eu tenho a dizer que por conta delas as vidas de suas vítimas mudam completamente, tanto emocional, física e financeiramente. Depois disso fiquei sem trabalhar, não consigo andar normalmente, tive que vender a moto”, afirmou, acrescentando que, com o respeito às regras do trânsito, muitas vidas podem ser preservadas.
 
Novos aparelhos
Na José de Brito, terão dois aparelhos no Setor Anhanguera, em um ponto; quatro ana Avenida Filadélfia, nos setores Oeste e Senador, em dois pontos, sendo que no Bairro Senador envolverá a fiscalização no avanço de sinal vermelho, velocidade acima do permitido e estacionar na faixa de pedestres; um aparelhona Rua Primeiro de Janeiro, no Bairro São João; e um na Avenida Tietê, no Setor Cimba.
 
Passo a passo
Já foram instalados os aparelhos e as câmeras, aguardando a vinda de técnicos do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para aferição, avaliação dos e autorização para funcionamento. A partir das aferições, serão realizadas campanhas de conscientização dos condutores nesses pontos e, somente a partir dessa Educação para o Trânsito, os aparelhos estarão fazendo a fiscalização.
 
Trânsito e vida
Em 2016, foram 54.283 motoristas autuados por desrespeito às leis do trânsito em Araguaína. Em 2017, esse número caiu para quase metade, 31.954. “Isso mostra que o araguainense está mais atento às leis e principalmente ao respeito ao outro, o que sempre é enfatizado por nossas campanhas educativas, entre elas a Gentileza gera Gentileza e Vida no Trânsito”, apontou o diretor de Educação para o Trânsito da ASTT, Claudiel Santos.
 
São realizadas nas escolas palestras com crianças e adolescentes. Na Semana Nacional do Trânsito, em setembro, quase sete mil alunos receberam orientações e aulas práticas na cidade inflável. Também são realizadas orientações nas faixas de pedestres e direção defensiva nas empresas. Para 2018, segundo a Diretoria de Educação para o Trânsito da ASTT, serão realizadas oito campanhas educativas.
 
 
(Thatiane Cunha/Foto: Marcos Filho)

Fazer um comentario