Prefeitura intensifica digitalização de documentos antigos

Prefeitura intensifica digitalização de documentos antigos




Criada em julho de 2017, coordenação de digitalização já incluiu mais de 30 mil documentos antigos no Banco de Dados; dentre eles, livro “Registro de Contratos de Trabalho”, de agosto de 1970 ,chamou atenção pelo zelo com que foi escrito

Com uma caligrafia impecável, o “Livro de Registro de Contratos de Trabalho” da Prefeitura de Araguaína, datado de agosto de 1970, está entre os documentos catalogados e digitalizados pela coordenação de digitalização, criada em julho do ano passado.  Mais de 30 mil documentos já foram incluídos no banco de dados digital e, ao final dos trabalhos, os conteúdos serão disponibilizados para ser acessados virtualmente. 

A curiosidade do livro é que traz minuciosamente contratos de trabalhos escritos à mão, especificando, por exemplo, o salário da época, que era em cruzeiros.  “Com certeza mesmo com a digitalização, esse livro deve ser preservado por ser um patrimônio histórico. Com quase 50 anos de história, tem uma caligrafia incrível e te permite viajar no tempo ao manuseá-lo”, disse o secretário municipal de Administração, Joaquim Quinta Neto.

Sobre a digitalização, o secretário acrescenta que com a tecnologia ela é necessária. Um dos objetivos é formar um grande banco de dados, composto por documentos históricos e que estejam à disposição da população. “Este projeto, quando finalizado possibilitará a consulta pela internet de qualquer documento da gestão. Isso facilitará a tomada de decisões por parte dos gestores, além de garantir ao contribuinte acesso ao nosso acervo”.

Documentos

Quatro servidores da administração estão envolvidos no projeto e os principais documentos digitalizados são das áreas do Departamento de Pessoal e Setor Financeiro: Contratos e Distratos; Termos Aditivos; Portarias de Nomeações e Exonerações; Estágios; Decretos; Fichas Funcionais de funcionários contratados e efetivos; Processos; Editais e resultados dos concursos realizados nos anos de 1991, 1994, 1995, 1996, 2004, 2009, 2010 e 2012.

O trabalho garante a padronização de processos de arquivamento físico e digital, conservação do acervo documental do Município, dinamiza o acesso às informações. Além disso irá facilitar a busca de documentos e informações, dando agilidade à gestão e diminuído o custo com impressões e consumo de papel. 

 

(Gláucia Mendes/Marcos Filho)

Fazer um comentario