Hospital de Doenças Tropicais da UFT realiza campanha de prevenção à conjuntivite

Hospital de Doenças Tropicais da UFT realiza campanha de prevenção à conjuntivite




O alto número de casos de conjuntivite registrados no cenário nacional e o índice elevado desta enfermidade acometidos entre os colaboradores do Hospital de Doenças Tropicais da Universidade Federal do Tocantins (HDT-UFT), instituição filiada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) estimulou a realização de campanha preventiva com objetivo de quebrar a cadeia de transmissão desta doença contagiosa na unidade de saúde.

Durante a primeira semana do mês de abril, foram realizadas ações coordenadas pelo Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente (SVSSP) em parceria com profissionais de outros departamentos. As atividades contemplaram “pit stops” com abordagens orientativas e distribuição de panfletos educativos; e para encerrar, ocorreu o “diálogo sementes”, ministrado pela médica oftalmologista, Tatiana Arraes, no Hall do hospital.

Na ocasião, o chefe do SVSSP, enfermeiro Jáder José Rosário da Silva, abriu o encontro apresentando o levantamento dos números de casos notificados no hospital, frisando a necessidade em se colocar em execução o plano de intervenção, principalmente no sentido de cada trabalhador ser consciente de sua parte. “É fundamental a prática diária de higienização das mãos pelos profissionais a fim de minimizar os riscos de transmissão da conjuntivite, sendo esta uma ação preventiva contra o agravo”, comentou.

Já a especialista falou sobre os tipos da doença que se caracteriza pela inflamação da conjuntiva [membrana transparente que recobre o globo ocular e a parte interna da pálpebra], causada por agentes tóxicos, alergias, bactérias ou vírus. “Não só por estarmos em um ambiente hospitalar, mas principalmente nos locais públicos em geral, transportes, clubes, região que tem muita aglomeração, o ideal é que se tenha o cuidado de evitar levar a mão aos olhos, higienizando-as sempre”, reforçou também a médica, enfatizando a importância de se procurar um oftalmologista para ter um diagnóstico preciso.

Sintomas

A conjuntivite geralmente compromete os dois olhos, não necessariamente ao mesmo tempo, sendo o contagio feito pelo contato direto com a pessoa doente ou objetos contaminados. Os sintomas mais frequentes são: olhos vermelhos e lacrimejantes; inchaço nas pálpebras; intolerância à luz; visão embaçada ou borrada; secreção purulenta (conjuntivite bacteriana); sensação de areia ou de ciscos nos olhos; secreção esbranquiçada (conjuntivite viral); coceira.

Sobre a Ebserh

Desde fevereiro de 2015, o HDT-UFT faz parte da Rede Ebserh. Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. 

O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas. A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 39 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.


 

(Daianni Parreira)

Fazer um comentario