ASTT contribui para queda de 27,5% nas infrações de velocidade desde 2015

ASTT contribui para queda de 27,5% nas infrações de velocidade desde 2015




Na Semana do Trânsito, agência comemora resultados de trabalho educativo desenvolvido na cidade; programação alusiva à Semana terá início na próxima segunda-feira

 

 
Dirigir em velocidade superior à máxima permitida é um dos fatores que mais contribuem para o aumento do número de acidentes de trânsito, principalmente, aqueles que têm vítimas fatais. Esse é um problema enfrentado diariamente pela Agência de Segurança, Transporte e Trânsito (ASTT), desde abril de 2014, data de sua fundação. Por meio do patrulhamento e educação aos condutores, o resultado foi a redução de 27,5% nas infrações por excesso de velocidade e consequente redução de 11,5% no número de acidentes registrados.
 
Os índices destacados levam em consideração o comparativo entre o período de janeiro a agosto de 2015 e de 2018, segundo os relatórios da ASTT e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
 
Para o agente de trânsito Edivan Batista de Araújo, 36 anos, os serviços de prevenção e atendimento são complementares e os papeis desempenhados por socorristas e agentes são bastante parecidos.
 
“O agente de trânsito também está salvando vidas. É como se o agente fosse um socorrista, mas executando o trabalho de forma preventiva. Eu acordo todo dia e a primeira coisa que me vem à mente é evitar acidentes. As pessoas vêm nossa presença na rua e já não avançam o sinal ou desrespeitam o pedestre, por exemplo. E quando acontecem as infrações, o diálogo vem sempre primeiro, o agente de trânsito tem um papel fundamental de orientar e mostrar o que foi feito de errado”, conta Araújo.
 
Estatísticas
De janeiro a agosto de 2015 foram 30.426 infrações por excesso de velocidade registradas dentro do perímetro urbano de Araguaína, no mesmo período deste ano foram 22.069 registros.
 
Dentro das classificações, os excessos em até 20% da velocidade permitida foram de 22.264 para 17.502. Já para as infrações de 20% a 50% do excedente à velocidade permitida, caíram de 7.068 para 3.699. E as registradas acima dos 50% do limite estabelecido tiveram diminuição de 1.094 para 868.
 
O presidente da ASTT, Fábio Astolfi, explica que as infrações de velocidade são as mais perigosas, porque não dão margem de tempo hábil de reação para evitar o acidente e o impacto pode ser fatal. “É a causa que mais mata, na cidade ou nas estradas. A pessoa tenha bebido ou não, a morte é derivada do impacto fortíssimo que o excesso de velocidade causa, principalmente, quando essas colisões são frontais. Respeitar as placas de sinalização e usar o cinto segurança é uma questão de sobrevivência”.
 
Dedicação diária
Faça chuva ou sol, os 25 agentes da ASTT vão às ruas cuidar da segurança do trânsito. O agente Edivan Araujo, faz parte desse grupo há dois anos e conta que realiza todos os dias um ritual para sair de casa e voltar a salvo.
 
“É um trabalho árduo. Todos os dias, quando vou sair de casa, eu dou beijo no meu filho e na minha esposa, peço proteção e quando volto, agradeço pelo dia que tive. A gente não sabe o que vai encontrar na rua. As pessoas podem nos ter como bicho papão, mas nós estamos aqui para dar segurança a todos”, explica o agente.
 
Casado há 12 anos com Débora e pai do João Gabriel, de 9 meses, Araújo espera ser visto como os demais cidadãos, exercendo seu trabalho. “O agente de trânsito, antes de ser agente, é um pai de família, é um filho, um irmão, um contribuinte, é um cidadão comum, que está na rua para cumprir seu oficio, para cumprir o que a lei determina e o ampara”.
 
Programação Semana Nacional do Trânsito
Segunda-feira (dia 24)
8h e 14h – Palestra (Escola Municipal Leia Raquel Dias Mota – Rua Butia, s/n, Vila Ribeiro)
9h30 e 15h30 – Palestra (Escola Paroquial Domingos – R. 2 de Abril, nº 276 – São João)
 
Terça-feira (dia 25)
8h e 14h30 – Palestra (Escola Municipal Olavo Bilac – Av. Flor de Lins – St. Res. Jardim das Palmeiras)
9h30 – Palestra (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) – R. Lima, 65 – St. Res. São Miguel)
 
Quarta-feira (dia 26)
8h e 14h30 – Palestra (Escola Municipal Casemiro Ferreira Soares – R. Rio Lontra, 393 – Setor Urbano)
10h – Palestra (Escola Municipal São Miguel – Avenida Filadélfia, 345 – São Miguel)
 
Quinta-feira (dia 27)
8h – Pelestra (Energisa – Rua 25 de Dezembro, 186 – Centro)
9h30 e 15h30 – Palestra (Escola Municipal Tomaz Batista – R. Oito, 48 – Vila Aliança)
 
Sexta-feira (dia 28)
8h30 – Palestra (Escola Futuro Criança Feliz – Rua Vereador Falcão Coelho, 1215 – São João)
 
Outubro
Terça-feira (dia 2)
8h e 14h – Palestra (Escola Benedito Canuto Braga – R. N, 151 – Lot. São Luiz)
 
Quinta-feira (dia 11)
9h – Palestra (Clínica-Escola Mundo Autista – Rua José Elias Rosa, º 33 – Bairro São João)

 

(Marcelo Martin/Foto: Leila Mel)

Fazer um comentario