Casos de sífilis em Araguaína alertam para importância da prevenção

Casos de sífilis em Araguaína alertam para importância da prevenção




Neste ano, 159 novos casos da doença já foram confirmados no município; para intensificar o trabalho de prevenção, a Prefeitura realiza de hoje a sexta-feira, 19, a Semana de Combate à Sífilis

A Prefeitura de Araguaína, por meio da Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica realiza de hoje, 16, até sexta-feira, 19, a Semana de combate à Sífilis, em comemoração ao Dia Nacional de combate à doença, celebrado em todo país, no terceiro sábado do mês de outubro. Nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Município, serão realizadas palestras educativas e testes rápidos gratuitos para detecção da doença.

As atividades foram iniciadas na UBS José Ronaldo Pereira, do Setor Dom Orione, onde uma palestra reforçou a importância da prevenção. “Recomendamos que toda a população, ao manter contatos sexuais, estejam conscientes e se protejam fazendo uso do preservativo. Se ocorrer algum descuido, é fundamental que uma UBS seja procurada o quanto antes para realização do teste”, destacou a coordenadora do programa de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids), da Secretaria Municipal da Saúde, Mariane Freitas.

Em Araguaína, o IST/Aids desenvolve um trabalho intenso de educação preventiva, além da realização de exames ou testes gratuitos a toda a população em 19 UBS da cidade.

Dados da doença

De acordo com os dados da Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica, em 2017, de janeiro a dezembro, foram 179 novos casos de Sífilis registrados em Araguaína. Do total, 52 foram de sífilis congênita (passada de mãe para filho), 44 gestantes confirmadas e 83 pessoas com a doença adquirida.

Esse ano, de janeiro até o final de setembro, já foram 159 novos casos de Sífilis registrados, sendo 40 de sífilis congênita, 57 gestantes confirmadas e 62 pessoas com sífilis adquirida, indicativos que alertam para um aumento de casos, principalmente em grávidas.

“Precisamos destacar que a procura pelo teste de triagem rápida aumentou e por isso também cresce a quantidade de confirmações da doença, mas não podemos negar a preocupação, uma vez que os números relevam que ainda é preciso mais atenção da população e principalmente cuidados preventivos”, afirmou Mariane Freitas.

O teste de triagem de sífilis disponibilizado gratuitamente nas UBS, é simples e bastam apenas 20 minutos para que o paciente já tenha o resultado.

 

(Adriana Santana)

Fazer um comentario