Hospital Dom Orione promove Dia “D” de Conscientização do Parto Humanizado e Combate a Violência Obstétrica

Hospital Dom Orione promove Dia “D” de Conscientização do Parto Humanizado e Combate a Violência Obstétrica




Um ambiente seguro e aconchegante é fundamental para proporcionar tranquilidade para a gestante durante o parto. Para isso, é preciso o comprometimento de toda a equipe da unidade hospitalar, desde a recepção até o atendimento assistencial. A fim de estimular uma maior compreensão do assunto, o Hospital Dom Orione, promove nesta sexta-feira, 07, o Dia “D” de Conscientização do Parto Humanizado e Combate a Violência Obstétrica.

A atividade é gratuita e será realizada das 8h às 17h30, no Auditório Padre Giovanni Grossholz, anexo ao Hospital Dom Orione. Além de colaboradores de todas as áreas da instituição, também podem participar acadêmicos dos cursos de Medicina e Enfermagem. A programação conta com palestras que abordam o tema em diferentes enfoques, envolvendo as áreas clínica, social e jurídica.

Parto Humanizado

O diretor técnico do Hospital Dom Orione, Dr. Arnaldo Alves Nunes, explica que na instituição, é realizado o parto normal humanizado. “É um conjunto de posturas e atitudes que assegura uma melhor assistência às gestantes e puérperas”, explicou. Esse é um tipo de parto que respeita e ouve os desejos da gestante, como a posição que queira ficar durante o procedimento.

A maternidade é o setor do Hospital Dom Orione que mais atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS), beneficiando usuários de 23 cidades do Tocantins e alguns municípios dos Estados do Pará e Maranhão. Por mês a unidade realiza uma média de 500 partos, cerca de 90% em convênio com o SUS.

PROGRAMAÇÃO

Dia: 07/12/2018 (Sexta-feira)

08:00 às 09:00: Abertura:

– Momento de Oração:

– Breve comentário de como o Hospital Dom Orione iniciou o atendimento às gestantes – Diretor Técnico, Dr. Arnaldo Alves Nunes. 

09:00 às 10:00: Palestra:

O que é parto humanizado? Atuação médica no parto humanizado e em combate a violência obstétrica – Dra. Layanne Brandão, médica obstétrica. 

10:00 às 10:30: Intervalo/Lanche 

10:30 às 11:30: Palestra:

Visão jurídica do parto humanizado e em combate a violência obstétrica. Direito das mulheres e acompanhantes – Dra. Jéssyca de Sá Cunha, advogada.

 14:00 às 15:30: Palestra:

Boas práticas do parto humanizado e empoderamento da mulher em relação às fases clínicas do Trabalho de Parto – Aline Ramalho e Sonália Barros, enfermeiras obstetra.

15:30 às 16:00: Intervalo/Lanche

16:00 às 17:00: Palestra:

Medidas não farmacológicas para o alívio da dor durante o trabalho de parto – Núbia Antônia Moura, enfermeira obstetra.

17:30: Encerramento.

Sugestões de legenda:

1 – No Hospital Dom Orione, é realizado parto natural humanizado.

2 – Podem participar colaboradores do Hospital e também acadêmicos dos cursos de Medicina e Enfermagem.

 

(Rodrigo Martins)

Fazer um comentario